IPCA
0,51 Nov.2019
Topo

Caixa sobe valor de imóvel financiado pelo Minha Casa em cidades pequenas

Do UOL, em São Paulo

08/03/2019 19h43

A Caixa anunciou que aumentou o limite máximo no valor de imóveis a serem financiados pelo programa Minha Casa Minha Vida em municípios com até 50 mil habitantes. Os novos valores entram em vigor a partir de hoje e valem para as faixas 2 e 3 do programa (para famílias que recebem até R$ 4.000 e R$ 7.000 por mês, respectivamente). Nada muda para quem está na faixa 1,5 (renda familiar até R$ 2.600).

Os novos limites vão depender do estado em que a cidade está localizada. São Paulo, Rio de Janeiro e Distrito Federal têm maiores valores, enquanto municípios do Norte e Nordeste têm limites menores. A mudança também iguala os limites de imóveis em cidades com menos de 20 mil habitantes e em municípios entre 20 mil e 50 mil habitantes.

Veja a seguir os novos limites para financiar imóveis pelo Minha Casa Minha Vida em cidades pequenas, de acordo com o estado e região onde está localizada:

  • SP, RJ e DF: subiu de R$ 95 mil (até 20 mil habitantes) e R$ 110 mil (entre 20 mil e 50 mil) para R$ 145 mil nos dois casos
  • Sul, ES e MG: subiu de R$ 95 mil (até 20 mil habitantes) e R$ 105 mil (entre 20 mil e 50 mil) para R$ 140 mil nos dois casos
  • Centro-Oeste (exceto DF): subiu de R$ 95 mil (até 20 mil habitantes) e R$ 105 mil (entre 20 mil e 50 mil) para R$ 135 mil nos dois casos
  • Norte e Nordeste: subiu de R$ 95 mil (até 20 mil habitantes) e R$ 100 mil (entre 20 mil e 50 mil) para R$ 130 mil nos dois casos

Subsídios mudam

A Caixa também alterou as regras de subsídio de imóveis nessas cidades. O valor máximo do subsídio para a faixa 1,5 do Minha Casa será mantido em R$ 47,5 mil para famílias com renda bruta de até R$ 1.200. Quem recebe mais (até o limite de R$ 2.600 dessa faixa) terá redução progressiva do auxílio.

Para os beneficiários da faixa 2, o valor máximo de R$ 29 mil permanece para os mutuários com renda familiar mensal de até R$ 1.800, de acordo com a região em que estiver localizado o imóvel.

Economia