PUBLICIDADE
IPCA
0,64 Set.2020
Topo

CCJ derruba audiência sobre Previdência e votará convocação de Guedes

Antonio Temóteo

Do UOL, em Brasília

26/03/2019 15h47Atualizada em 26/03/2019 16h18

A Comissão de Constituição e Justiça (CCJ) da Câmara dos Deputados cancelou a audiência pública sobre a reforma da Previdência e votará um requerimento para convocação do ministro da Economia, Paulo Guedes.

Caso o requerimento seja aprovado, Guedes fica obrigado a participar da reunião do colegiado. Na audiência cancelada hoje ele era um convidado.

O ministro da Economia era esperado para debater o texto com os parlamentares, mas desistiu de participar da audiência e enviou o secretário especial de Previdência e Trabalho, Rogério Marinho, para substituí-lo.

Em nota oficial, o Ministério da Economia informou que a ida de Guedes ao colegiado "será mais produtiva" quando o relator da matéria for definido.

O requerimento de convocação foi assinado pelo líder da oposição, Alessandro Molon (PSB-RJ), e o líder do PSB, Tadeu Alencar (PE). Segundo Molon, Guedes desrespeitou os parlamentares ao se negar a participar de audiência pública.

"Consideramos inaceitável essa proposta de substituir o ministro da Economia. Essa atitude e esse comportamento são um desrespeito com essa Casa, com a comissão, com todos os membros e com o presidente da comissão", disse.

O líder do governo na Câmara, Major Vitor Hugo, fez apelos para que a audiência pública fosse realizada e disse que Guedes compareceria ao colegiado na próxima terça-feira. Entretanto, o presidente da CCJ, Felipe Francischini (PSL-PR), acatou o requerimento para convocação do ministro.

Entenda a proposta de reforma da Previdência em 10 pontos

UOL Notícias
Errata: o texto foi atualizado
Tadeu Alencar é deputado federal por Pernambuco, e não Ceará. A informação foi corrigida.