IPCA
0,1 Out.2019
Topo

Instituto notifica Dataprev e aponta vazamento de dados do INSS

Roberto Casimiro/Fotoarena/Fotoarena/Estadão Conteúdo
Imagem: Roberto Casimiro/Fotoarena/Fotoarena/Estadão Conteúdo

Do UOL, em São Paulo

03/09/2019 11h23

O Idec (Instituto de Defesa do Consumidor) notificou a Dataprev, empresa pública responsável pela segurança dos dados e informações previdenciárias, solicitando a suspensão da licitação para aquisição de tecnologia de reconhecimento facial e impressão digital até que sejam sanados os vazamentos de dados dos beneficiários do INSS.

Segundo o órgão, o vazamento de informações de aposentados e pensionistas ocorre há anos e é usado para o cometimento de fraudes e assédio para a oferta de crédito consignado. Trinta e cinco milhões de brasileiros têm seus dados pessoas administrados pela empresa, de acordo com o Idec.

O objetivo da aquisição da tecnologia é dispensar o comparecimento do beneficiário às agências bancárias e da Previdência Social para realizar prova de vida, algo que ajudaria especialmente aqueles com dificuldade de locomoção. Embora veja a justificativa como válida, o Idec argumenta que o alto risco de vazamento de informações mais sensíveis inviabiliza o prosseguimento do processo de licitação.

"Não é razoável que se implemente uma tecnologia que utilize dados sensíveis sem que o cidadão tenha segurança de que esses dados serão tratados de forma segura e não serão vazados para empresas que possuem práticas abusivas ou mesmo ilegais. É uma questão de responsabilidade com os dados dos consumidores que, tudo indica, está sendo desprezada", afirma Diogo Moyses, coordenador do programa de Telecomunicações e Direitos Digitais do Idec.

Outro lado

Em nota, a Dataprev disse que "a segurança da informação é um dos pilares da companhia, com ações rigorosas e concretas no sentido de proteger os dados de cidadãos brasileiros que estão sob sua guarda" e que, para isso, "conta com as melhores soluções de cibersegurança disponíveis no mercado, bem como profissionais capacitados e processos de governança estabelecidos. Além disso, a Dataprev trabalha sistematicamente em ações de detecção e combate à fraude".

O órgão diz ainda que "o uso de biometria digital, além de possibilitar a prestação de um melhor serviço à sociedade e facilitar a vida do cidadão, contribui decisivamente no combate à fraude" e que o projeto é uma parceria com o INSS.

"Todo o processo foi gerado e conduzido pelo laboratório de inovação da Dataprev, que tem como foco a experimentação de novas oportunidades e a transformação de boas ideias em produtos e serviços inovadores para sociedade", termina a nota.

ID: {{comments.info.id}}
URL: {{comments.info.url}}

Ocorreu um erro ao carregar os comentários.

Por favor, tente novamente mais tarde.

{{comments.total}} Comentário

{{comments.total}} Comentários

Seja o primeiro a comentar

Essa discussão está encerrada

Não é possivel enviar novos comentários.

{{user.alternativeText}}
Avaliar:

* Ao comentar você concorda com os termos de uso. Os comentários não representam a opinião do portal, a responsabilidade é do autor da mensagem. Leia os termos de uso

Escolha do editor

{{ user.alternativeText }}
Escolha do editor

Economia