IPCA
0,1 Out.2019
Topo

IBGE: Setor de serviços no país cresce 0,8% e tem melhor julho desde 2011

Getty Images
Imagem: Getty Images

Do UOL, em São Paulo*

12/09/2019 09h42Atualizada em 12/09/2019 10h50

O setor de serviços no país teve um crescimento de 0,8% julho, na comparação com junho, segundo dados da Pesquisa Mensal de Serviços (PMS), divulgados hoje pelo IBGE (Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística). O resultado é o melhor para o mês desde 2011, quando a atividade no setor teve alta de 0,9%.

Na comparação com julho de 2018, os serviços cresceram 1,8%. O setor acumula avanço de 0,8% no ano e 0,9% nos últimos 12 meses. Em junho, o indicador havia registrado queda de 0,7%.

O setor de serviços inclui, por exemplo, salões de beleza, imobiliárias, oficinas mecânicas, escritórios de advocacia, agências de turismo, companhias aéreas e hotéis, entre outros.

A alta de junho para julho foi puxada pelos serviços de informação e comunicação, que avançaram 1,8% no período, que recuperou parte da perda de 2,2% do mês anterior. Também tiveram alta os segmentos de outros serviços (4,6%) e de transportes, serviços auxiliares de transportes e correios (0,7%).

Por outro lado, tiveram queda os segmentos de serviços prestados às famílias (-0,5%) e serviços profissionais, administrativos e complementares (-1,3%).

A receita nominal do setor cresceu 1,6% de junho para julho, 4,7% na comparação com julho de 2018, 4,3% no acumulado do ano e 4,2% no acumulado de 12 meses.

*Com informações da Agência Brasil e Reuters

ID: {{comments.info.id}}
URL: {{comments.info.url}}

Ocorreu um erro ao carregar os comentários.

Por favor, tente novamente mais tarde.

{{comments.total}} Comentário

{{comments.total}} Comentários

Seja o primeiro a comentar

Essa discussão está encerrada

Não é possivel enviar novos comentários.

{{user.alternativeText}}
Avaliar:

* Ao comentar você concorda com os termos de uso. Os comentários não representam a opinião do portal, a responsabilidade é do autor da mensagem. Leia os termos de uso

Escolha do editor

{{ user.alternativeText }}
Escolha do editor

Economia