IPCA
-0.04 Set.2019
Topo

Governo estuda mudar remuneração da poupança, e rendimento pode subir

Antonio Temóteo

Do UOL, em Brasília

13/09/2019 15h09

A equipe econômica discute encaminhar ao Congresso Nacional uma proposta para mudar a rentabilidade da poupança, via projeto de lei ou MP (Medida Provisória). Ainda não há um estudo fechado sobre o tema nem detalhes sobre os impactos da medida.

A ideia do Ministério da Economia é substituir a TR (Taxa Referencial), usada como referência para poupança hoje. Uma das alternativas seria o IPCA (Índice de Preços ao Consumidor Amplo), mas ainda não há uma definição.

Hoje, a rentabilidade da poupança equivale à TR, hoje zerada, mais 0,5% ao mês. Porém, quando a Selic (taxa básica de juros) é igual ou inferior a 8,5%, a remuneração das cadernetas é menor, correspondente à TR mais 70% da Selic. É o que acontece atualmente, com a Selic a 6% ao ano.

Impacto no mercado imobiliário e na renda fixa

A mudança estudada pelo governo pode aumentar a rentabilidade da poupança, o que beneficiaria o poupador e o setor imobiliário, que se financia com recursos da poupança.

Por outro lado, um analista de mercado consultado pelo UOL afirmou que a maior rentabilidade da caderneta pode prejudicar o mercado de renda fixa. A poupança tenderia a render mais que a maioria das aplicações disponíveis no mercado, inclusive a de alguns títulos públicos.

Um técnico da equipe econômica afirmou à reportagem que todos esses possíveis efeitos da medida estão sendo analisados. Segundo ele, o tema demandará conversas e estudos do Banco Central, que ainda não se manifestou formalmente sobre o assunto.

"Nossa ideia não é prejudicar o mercado, e sim oferecer um ganho melhor para o poupador. O setor da construção civil também se beneficiaria com a medida porque teríamos mais recursos depositados, que seriam usados para garantir os financiamentos imobiliários.

O que é preciso para os juros caírem de verdade no Brasil?

UOL Notícias

Mais Economia