IPCA
0,1 Out.2019
Topo

Latam lança nova marca do programa de fidelidade e promete mais promoções

Latam/Divulgação
Imagem: Latam/Divulgação

Vinícius Casagrande

Do UOL, em São Paulo

30/09/2019 16h30

A Latam Brasil lançou hoje uma nova marca do seu programa de fidelidade. O novo Latam Pass unifica os antigos programas Multiplus e Latam Fidelidade e adota a mesma marca já utilizada nos demais cinco países nos quais o grupo atua. Para os passageiros, a companhia afirmou que as regras para acúmulo de pontos e resgate de passagens permanecem as mesmas, mas prometeu mais promoções para facilitar a compra de bilhetes com o uso de pontos.

O processo de unificação da marca começou há cerca de um ano quando a Latam resolveu recomprar as ações da Multiplus que eram negociadas na Bovespa. Segundo o presidente da Latam, Jerome Cadier, o processo teve um investimento de US$ 300 milhões.

Cadier afirmou que a partir de agora o foco do programa será facilitar o resgate de passagens aéreas com um aumento das promoções para compra de bilhetes com pontos. A nova estratégia deve impactar, principalmente, os voos internacionais.

"A grande vantagem do nosso programa em relação aos concorrentes no Brasil são as opções de voos internacionais, mas nem sempre os interesses do passageiro e da companhia estavam alinhados com os interesses da Multiplus. Agora vai haver um alinhamento melhor", afirmou Cadier.

Como a Multiplus tinha de pagar em dólar pelos bilhetes emitidos em voos internacionais, a empresa trabalhava para que os passageiros comprassem mais voos nacionais.

Segundo o presidente da Latam, com a integração do programa, será possível oferecer mais promoções nos voos com baixa ocupação. "O voo que estiver barato em real porque tem baixa demanda vai estar mais barato também em pontos", afirmou.

Não haverá, no entanto, uma relação direta em valor da passagem em real e uma quantidade específica de pontos para a emissão das passagens.

Segundo o diretor da Latam Pass Brasil, Fabrício Angelim, as principais vantagens do novo programa são a simplificação para o passageiro e o maior foco do programa no resgate de passagens, que já representa 85% dos pontos utilizados.

Antes, os passageiros acumulavam os chamados pontos qualificáveis no Latam Fidelidade, que davam direito à mudança de categoria dentro do programa e mais benefícios, e o resgate dos pontos era feito na Multiplus.

"A partir de agora será tudo no mesmo programa, que inclui também o call center. Será a mesmo telefone se a passagem foi comprada em dinheiro ou em pontos", disse.

Regras são diferentes em cada país

Apesar de adotar a mesma marca dos programas de fidelidade das demais empresas do grupo Latam, o programa adota regras diferentes em cada país. Angelim afirmou que isso acontece devido à particularidade de cada mercado.

No Brasil, o total de pontos acumulados na compra de passagem aérea varia de acordo com a categoria do passageiro dentro do programa e o valor pago. Na categoria Latam, a mais simples, basta multiplicar o valor da passagem por 2,5. Uma passagem de R$ 500 dá direito 1.250 pontos no Latam Pass.

Em viagens internacionais e voos domésticos em outros países, deve ser considerado o valor da passagem em dólar. No caso da categoria Latam, o valor é multiplicado por cinco.

Latam sai da aliança OneWorld

Na última quinta-feira (26), a Delta Air Lines anunciou um acordo para comprar uma participação de 20% na Latam por US$ 1,9 bilhão. Com o negócio, a Latam também vai sair da aliança global de companhias aéreas OneWorld.

Uma das expectativas era de que a Latam pudesse migrar para a aliança SkyTeam, da qual a Delta já faz parte. O presidente da Latam descartou essa possibilidade neste momento e afirmou que a ideia da empresa é continuar apostando em acordos bilaterais com outros parceiros.

"Mas eu não estou dizendo que nunca nos associaremos a nenhuma outra aliança. Se você me perguntar daqui um ano, a resposta pode ser diferente", disse Cadier.

Delta anuncia acordo para comprar 20% da Latam

Band News

Economia