IPCA
0,1 Out.2019
Topo

Ex-líder da Telexfree é preso por praticar pirâmide de diamante, diz jornal

Dilhermano Pereira Gonçalves, em anúncio da Pay Diamond - Reprodução
Dilhermano Pereira Gonçalves, em anúncio da Pay Diamond Imagem: Reprodução

Do UOL, em São Paulo

11/11/2019 19h20

Dilhermano Pereira Gonçalves, ex-líder da Telexfree no Espírito Santo, empresa acusada de praticar pirâmide financeira, foi preso por envolvimento com a Pay Diamond, que prometia lucro para quem investisse na compra de diamantes. A informação é do jornal A Gazeta.

No dia 5 de novembro, o Ministério Público do Estado do Espírito Santo (MPES), por meio do Grupo Especial de Atuação de Combate ao Crime Organizado (Gaeco), deu apoio ao cumprimento do mandado de prisão preventiva de Dilhermano ajuizado pelo Ministério Público do Estado de São Paulo (MPSP).

Segundo a publicação, Dilhermano foi denunciado junto com outras quatro pessoas por suspeita de praticar crimes contra a economia popular. O MPSP solicitou a reclusão dele e de outros dois envolvidos por terem praticados crimes contra "inúmeras pessoas dentro e fora do Brasil, envolvendo milhões de reais".

Os integrantes do suposto esquema vendiam "diamantes brutos" para os investidores. A empresa afirmava lapidar as pedras para comercializar no mercado e prometia altos lucros aos associados.

Dilhermano ficou popular no Espírito Santo por vídeos entrevistando Carlos Costa, dono da Telexfree, e outras lideranças. Segundo o Ministério Público, o empresário foi alvo de queixas de vítimas da Pay Diamond, que os acusam de coação moral.

Economia