PUBLICIDADE
IPCA
-0,38 Mai.2020
Topo

Gastos de brasileiros no exterior são os mais baixos para outubro em 3 anos

Do UOL, em São Paulo

25/11/2019 11h54

Resumo da notícia

  • Gasto no mês foi de US$ 1,506 bilhão, o menor valor para outubro desde 2016
  • Na comparação com outubro do ano passado (US$ 1,603 bilhão), a queda foi de 6%
  • Gastos acumulados no ano diminuíram 4,06% em relação ao mesmo período de 2018

Com o dólar valorizado em relação ao real, os brasileiros reduziram os gastos em viagens internacionais em outubro. O total de gastos no mês foi de US$ 1,506 bilhão, o menor valor para outubro desde 2016 (US$ 1,421 bilhão). O resultado representa um aumento de 13,23% em relação a setembro (US$ 1,33 bilhão). Na comparação com outubro do ano passado (US$ 1,603 bilhão), a queda foi de 6,1%. Os números são do Banco Central (BC) e foram divulgados hoje (25).

No acumulado de janeiro a outubro, os gastos dos brasileiros fora do país somaram US$ 14,849 bilhões, queda de 4,06% na comparação com o mesmo período de 2018 (US$ 15,478 bilhões).

Dólar em outubro

O dólar comercial começou outubro cotado acima de R$ 4,15 e fechou o mês valendo aproximadamente R$ 4. Apesar da variação negativa de 3,6%, a moeda norte-americana continuou forte frente ao real —em outubro do ano passado, o dólar comercial fechou o mês em R$ 3,84.

Em novembro, a moeda voltou a subir e atingiu o recorde nominal desde a criação do Plano Real, a R$ 4,204 na venda.

Metodologia do BC

O BC adota a metodologia internacional para medir as contas externas. Dentro da conta de serviços, onde estão os gastos com viagens, o BC passou a apresentar novas linhas, como serviços de propriedade intelectual (antigos royalties), e telecomunicações, computação e informações, que capta despesas com software, por exemplo.

A nota também traz outros serviços —pesquisa, desenvolvimento, publicidade, engenharia, arquitetura, limpeza e despoluição—, e serviços culturais, pessoais e recreativos.

Contratação é 1° sinal de crescimento no setor do turismo

Band Notí­cias

Economia