PUBLICIDADE
IPCA
0,26 Jun.2020
Topo

INSS: Benefício de quem se aposentou em 2019 tem reajuste de 1,22% a 4,48%

Thâmara Kaoru

Do UOL, em São Paulo

14/01/2020 10h18

Resumo da notícia

  • Números valem apenas para quem recebe mais que um salário mínimo
  • Índice de reajuste varia conforme a data de início do benefício
  • Para quem era aposentado antes de 2019, índice é de 4,48%
  • Reajuste para quem recebe o salário mínimo foi menor, de 4,1%

O governo divulgou hoje (14) os índices de reajuste para quem se aposentou em 2019 recebendo valores acima do salário mínimo. Os aumentos ficaram entre 1,22% e 4,48%, dependendo do mês do ano passado em que o benefício foi concedido.

Se a data de início da aposentadoria foi janeiro, por exemplo, o aposentado receberá o reajuste cheio, de 4,48%. Se foi em fevereiro, o aumento será menor, de 4,11%. Os valores mudam mês a mês. Em dezembro, por exemplo, fica em 1,22%. (Veja a tabela completa abaixo).

Os aposentados e pensionistas do INSS que estavam aposentados antes de 2019 e ganham mais que um salário mínimo terão reajuste de 4,48%, seguindo o INPC acumulado em 2019, divulgado na semana passada pelo IBGE. Os segurados que recebem um salário mínimo terão um reajuste menor. O valor mínimo pago nas aposentadorias e pensões segue o piso nacional, que passou de R$ 998 para R$ 1.039, o que equivale a um aumento de 4,1%.

Confira os índices

Os reajustes para quem recebe acima do salário mínimo variam de acordo com a data de início do benefício em 2019:

Em janeiro: 4,48%
Em fevereiro: 4,11%
Em março: 3,55%
Em abril: 2,76%
Em maio: 2,14%
Em junho: 1,99%
Em julho: 1,98%
Em agosto: 1,88%
Em setembro: 1,76%
Em outubro: 1,81%
Em novembro: 1,77%
Em dezembro: 1,22%

Novos valores saem no pagamento de janeiro

Segundo a Secretaria de Previdência e Trabalho, os novos valores serão creditados para os segurados do INSS entre 27 de janeiro e 7 de fevereiro. Há um calendário para quem recebe até um mínimo e outro para quem recebe mais.

As datas de pagamento variam conforme o valor a ser recebido e o número final do benefício, sem considerar o dígito. Por exemplo, se o número é 123.456.789-0, desconsidere o 0 (dígito). O número final é 9.

Para benefícios de até um salário mínimo

Final 1: 27 de janeiro
Final 2: 28 de janeiro
Final 3: 29 de janeiro
Final 4: 30 de janeiro
Final 5: 31 de janeiro
Final 6: 3 de fevereiro
Final 7: 4 de fevereiro
Final 8: 5 de fevereiro
Final 9: 6 de fevereiro
Final 0: 7 de fevereiro

Para benefícios acima de um salário mínimo

Finais 1 e 6: 3 de fevereiro
Finais 2 e 7: 4 de fevereiro
Finais 3 e 8: 5 de fevereiro
Finais 4 e 9: 6 de fevereiro
Finais 5 e 0: 7 de fevereiro

Veja o calendário completo de pagamentos de 2020.

Veja mais economia de um jeito fácil de entender: @uoleconomia no Instagram.
Ouça os podcasts Mídia e Marketing, sobre propaganda e criação, e UOL Líderes, com CEOs de empresas.
Mais podcasts do UOL no Spotify, Apple Podcasts, Google Podcasts e outras plataformas

Aposentado que trabalha pode sacar FGTS todo mês?

UOL Notícias

Economia