PUBLICIDADE
IPCA
0,25 Fev.2020
Topo

TST decide que greve dos petroleiros é ilegal e impõe multa de R$ 500 mil

Greve dos Petroleiros - Brunno Covello/Folhapress
Greve dos Petroleiros Imagem: Brunno Covello/Folhapress

Bo UOL, em São Paulo

17/02/2020 20h34

Na noite de hoje, o ministro do Tribunal Superior do Trabalho (TST), Ives Gandra, decretou que a greve dos petroleiros é ilegal.

Segundo a decisão do ministro, a greve, que já dura 17 dias, tem "motivação política e desrespeita as leis de greve".

Gandra ainda impôs uma multa diária que vai de R$ 250 mil a R$ 500 mil em caso de continuação da greve.

Além disso, a Petrobras ainda poderá tomar "eventuais sanções disciplinares" contra os petroleiros que decidirem continuar a greve.

Os petroleiros estão realizando uma greve solidária às demissões na Fábrica de Fertilizantes Nitrogenados do Paraná (Fafen), uma empresa subsidiária da Petrobras.

Antes da definição da ilegalidade da greve, o TST já havia ordenado que 90% dos grevistas voltassem ao trabalho. A decisão foi descumprida.

Economia