PUBLICIDADE
IPCA
0,24 Ago.2020
Topo

Associação diz que supermercados não aumentaram lucro e investiga preços

19.mar.2020 - Mulher com máscara de proteção faz compras em supermercado - Herculano Barreto Filho/UOL
19.mar.2020 - Mulher com máscara de proteção faz compras em supermercado Imagem: Herculano Barreto Filho/UOL

Do UOL, em São Paulo

27/03/2020 19h23

A Apas (Associação Paulista de Supermercados) divulgou, na tarde de hoje, uma carta aberta aos consumidores explicando o aumento de preços de produtos em supermercados durante a pandemia de coronavírus. O texto afirmou que os novos valores são decorrentes do "aumento de preços injustificados" por parte dos fornecedores.

A associação divulgou cinco pontos que devem ser observados a respeito do fornecimento e afirmou que os supermercados não aumentaram a margem de lucro.

Ainda, a Apas diz que "não aceita e nunca aceitou aumentos injustificados" e que tenta renegociar preços mais justos com os fornecedores. Também pediu que os consumidores realizem apenas compras de itens essenciais.

Confira a íntegra da carta:

"Em função do aumento de preços injustificados, praticados por alguns de seus fornecedores, e em razão do aumento da demanda causada pela pandemia do Coronavírus, a Associação Paulista de Supermercados - APAS vem a público esclarecer seus consumidores em geral:

1 - Há diversas etapas de produção até a entrega do produto nos supermercados, o preço final dos produtos ao consumidor contempla todos os elos da cadeia de abastecimento.

2 - Como o elo da cadeia de consumo entre os produtores e os consumidores finais, os supermercados repassam o custo dos produtos que adquirem da indústria.

3 - Por isso, a Associação esclarece que está preocupada com esses aumentos e que não aceita e nunca aceitou aumentos injustificados.

4 - Os supermercados estão tentando negociar custos com seus fornecedores, mantendo a mesma margem de comercialização. Segundo APAS, os supermercados não aumentaram e não devem aumentar suas margens de lucro em respeito aos consumidores.

5 - Reafirmamos que nossa missão é oferecer qualidade e preços justos em um ambiente limpo e seguro. Estamos trabalhando junto com nossos fornecedores para que tudo seja normalizado o quanto antes.

Como forma de auxiliar neste momento, os consumidores devem somente fazer a compra de itens necessários a seu consumo, pois isto fortalece o conceito da negociação dos supermercados com os fornecedores por preços mais justos.

Acreditamos que assim passaremos mais tranquilos por esse momento."