PUBLICIDADE
IPCA
0,24 Ago.2020
Topo

Mídia e Marketing

Lives e jornalismo são novas tendências de consumo, dizem especialistas

Do UOL, em São Paulo

04/05/2020 14h00

Os especialistas que participaram do UOL Debate de hoje revelaram surpresa com o crescimento do consumo de lives durante a pandemia do novo coronavírus. Na avaliação deles, o modelo se sobrepôs ao streaming devido à necessidade das pessoas de interagirem de alguma maneira durante a quarentena.

"É impressionante como o aspecto live volta a ser tão importante", analisou o vice-presidente de mídia e comunicação da Natura, Carlos Pitchu.

"Eu jurava que todo mundo preso em casa, a febre seria pelo serviço On Demand", disse. "Mas as pessoas querem ver a reação ao improviso ao vivo. Aquece os nossos corações mais do que ver algo que já estava gravado."

A CEO da Kantar Ibope Media, Melissa Vogel, explicou que a força das lives vem do desejo de "interação" nesse período de isolamento.

"Ao mesmo tempo que as pessoas estão conectadas, elas querem interagir. Então essa questão da live está muito ligada [ao fato de] a gente querer compartilhar com os outros", afirmou Vogel.

Segundo ela, o consumo de notícias e programas jornalísticos também cresceu e fez com que os comentários sobre esse tema também aumentassem nas redes sociais.

Mídia e Marketing