PUBLICIDADE
IPCA
0,36 Jul.2020
Topo

Não há segurança para retomar economia, afirma Fraga, ex-presidente do BC

Para Fraga, ainda não é o momento de voltar à normalidade, mas é necessário fazer planos para isso - Mauro Pimentel-11.nov.2015/Folhapress
Para Fraga, ainda não é o momento de voltar à normalidade, mas é necessário fazer planos para isso Imagem: Mauro Pimentel-11.nov.2015/Folhapress

Do UOL, em Brasília

23/05/2020 10h05

O economista e ex-presidente do Banco Central Arminio Fraga afirmou que a pandemia de coronavírus mostra que é hora de "planejar" a reabertura da economia, mas ainda não é hora de executar essa retomada.

"No que diz respeito ao Brasil, está na hora de planejar, não está na hora de fazer", afirmou ele, em entrevista publicada hoje pelo jornal O Globo. Isso porque a quantidade de casos e mortes por covid-19 não começaram a cair.

"As curvas aqui ainda não se inverteram, as tendências parecem ser de queda do fator R [índice que mostra quantas pessoas são infectadas por cada pessoa que tem o vírus Sars-cov-2], mas a nossa trajetória é bem diferente da dos países que hoje já estão começando a se mexer", completou ele. "Nós vamos precisar ter mais segurança."

Para ele, esse planejamento da retomada da economia vai ser difícil, porque não há orientação nacional - o governo federal está em guerra com os governos estaduais porque o primeiro é contra o isolamento social mais severo.

No entanto, Fraga disse que o exemplo da comunidade de Paraisópolis, em São Paulo, é interessante para traçar esses caminhos a serem aplicados lá na frente: "Tentar isolar as pessoas mais velhas".

Ele defende ainda que artistas e outras pessoas "queridas e respeitadas" poderiam fazer uma campanha a favor do isolamento social, do distanciamento e do uso de máscaras já que esse exemplo "não vem de cima".

"Se houver uma campanha eficaz para evitar as aglomerações e manter as distâncias, tomar mais cuidado com higiene, pode facilitar a vida e ganhar tempo para evitar outras ondas", disse Fraga.