PUBLICIDADE
IPCA
0,64 Set.2020
Topo

Começa novo ciclo de pagamento do auxílio de R$ 600; entenda os calendários

Filipe Andretta

Do UOL, em São Paulo

28/08/2020 04h00Atualizada em 28/08/2020 10h31

Começa nesta sexta-feira (28) um novo ciclo de pagamentos do auxílio emergencial. Entre hoje e 30 de setembro, todos os beneficiários devem receber pelo menos mais uma parcela de R$ 600 (ou R$ 1.200 para as mulheres chefe de família), conforme o mês de nascimento. Nesta sexta, os aniversariantes de janeiro recebem o depósito em poupança digital na Caixa.

Também fica liberado a partir de hoje o saque da 5ª parcela para inscritos no Bolsa Família que têm o NIS (Número de Identificação Social) terminado em 9.

Veja a seguir os diferentes cronogramas de pagamento e detalhes de como acessar o auxílio emergencial.

O que é um ciclo de pagamento?

No início de julho, a Caixa mudou a forma de realizar os pagamentos. Antes, cada grupo de aprovados tinha um calendário próprio. Agora, todos os aprovados (menos os do Bolsa Família) recebem juntos, conforme o mês de nascimento, no que a Caixa chama de ciclos de pagamento.

Não importa em qual etapa o beneficiário esteja, ele deve receber um pagamento por ciclo até ter completado cinco parcelas —que é o máximo aprovado até agora.

A cada ciclo há dois cronogramas, ambos levando em conta a data de nascimento do trabalhador.

Na primeira etapa, o dinheiro é depositado em uma poupança digital da Caixa e, nesse caso, os valores podem ser usados apenas para pagamento de contas e boletos e para compras por meio de cartão virtual. É necessário usar o aplicativo Caixa Tem (disponível para Android e iOS). A segunda etapa é para o saque do auxílio ou para transferir o dinheiro a outra conta.

No momento, a Caixa está concluindo a etapa de saques do Ciclo 1, enquanto começa a fase de depósitos de uma nova parcela no Ciclo 2.

Novos pagamentos para o público geral (Ciclo 2)

Estes pagamentos do Ciclo 2 valem para quem se inscreveu pelo aplicativo, pelo site, com a ajuda de funcionários dos Correios, ou que já estava no Cadastro Único mas não é beneficiário do Bolsa Família.

A parcela depende de quando o cadastro foi aprovado, de acordo com o seguinte critério:

  • 1ª parcela: quem se cadastrou com ajuda de funcionários dos Correios entre 8 de junho e 2 de julho
  • 1ª parcela: quem foi aprovado depois de contestar o cadastro entre 3 de julho e 16 de agosto
  • 2ª parcela: quem teve o cadastro aprovado em julho
  • 2ª parcela: quem foi aprovado depois de contestar o cadastro entre 24 de abril e 19 de junho
  • 3ª parcela: quem começou a receber o auxílio entre o final de junho e o começo de julho
  • 4ª parcela: quem começou a receber o auxílio em maio
  • 5ª parcela: quem começou a receber o auxílio em abril

Quem já havia recebido a 1ª parcela em meses anteriores mas teve o pagamento reavaliado em agosto volta a receber. Segundo o Ministério da Cidadania, essas pessoas receberão o crédito correspondente a todas as parcelas pendentes.

Saques do Ciclo 1 continuam

Enquanto a Caixa paga uma nova parcela dentro do Ciclo 2, algumas pessoas ainda aguardam autorização para sacar ou transferir a parcela que receberam no Ciclo 1.

Aniversariantes de agosto a dezembro receberam o depósito na poupança digital, mas precisam esperar a data de liberação para saques e transferências, conforme o calendário a seguir:

Auxílio para inscritos no Bolsa Família

Beneficiários do Bolsa Família têm um cronograma próprio. Quem está no programa e preenche os requisitos para receber o auxílio emergencial não acumula os dois pagamentos. Recebe apenas o que for de maior valor.

O saque da 5ª parcela está sendo liberado a cada dia para um grupo, conforme o dígito final do NIS. Quem recebeu a liberação nos dias anteriores continua podendo sacar o auxílio. Confira o calendário:

Os beneficiários do Bolsa Família podem sacar o valor do auxílio por meio do cartão do Programa Bolsa Família, Cartão Cidadão ou por crédito em conta da Caixa.

Próximos ciclos de pagamento

A Caixa tem a previsão de mais dois ciclos de pagamento. São quatro no total. Eles valerão apenas para quem ainda tem parcelas a receber —por enquanto, o máximo aprovado é de cinco pagamentos.

Pessoas que estão com pagamentos atrasados deverão receber dois pagamentos nos próximos ciclos. A ideia é que todos consigam receber as cinco parcelas no máximo até 30 de novembro, quando acontece o último depósito em poupança digital no Ciclo 4.

Veja a seguir o cronograma completo dos próximos pagamentos: