PUBLICIDADE
IPCA
0,64 Set.2020
Topo

Banco empresta R$ 180 mi a produtores italianos com parmesão como garantia

Parmesão como garantia: Queijo rendeu empréstimo milionário a produtores - Divulgação/Ambrosi
Parmesão como garantia: Queijo rendeu empréstimo milionário a produtores Imagem: Divulgação/Ambrosi

Do UOL, em São Paulo

29/09/2020 15h29

Um acordo no mínimo incomum aconteceu na Itália, na segunda-feira (28). A empresa italiana Ambrosi, produtora de queijos, seduziu o banco alemão Deutsche Bank a conceder um empréstimo de 27,5 milhões de euros, cerca de 180 milhões de reais, com uma garantia inusitada: nada mais que 125 mil peças de parmesão.

O valor emprestado será destinado para "construir uma nova adega de fermentação para a produção de queijos", conforme o banco explicou para o jornal francês "Courrier International". Apesar do acordo excêntrico, o banco não corre muitos riscos, visto que, as peças declaradas como garantia têm valor de mercado estimado entre 550 a 740 euros.

Porém, é difícil imaginar a extensão do sistema para outros produtos, como o presunto cru. A coisa boa sobre o parmesão é que é um "alimento relativamente padronizado e de longa duração" e mais fácil de vender se o pior acontecer.

O Deutsche Bank aproveitou o acordo para reafirmar sua posição como maior banco estrangeiro na Itália: "Acima de tudo, durante a atual crise pandêmica, queremos ajudar nossos clientes a proteger e expandir seus negócios.

"Inédito para alemães, acordos financeiros utilizando queijo com garantia não são novidade na Itália. O banco regional Credito Emiliano consente com a prática desde 1953, tal estratégia financeira, inclusive, já foi transformada em estudo de caso pela Harvard Businness School em um artigo intitulado: "Banking on cheese".