PUBLICIDADE
IPCA
0,86 Out.2020
Topo

Governo deve mais de R$ 4 bilhões a órgãos internacionais, como ONU e OMS

Do UOL, em Brasília

27/10/2020 18h24

O governo brasileiro desembolsou neste ano apenas R$ 15,4 milhões dos R$ 4,2 bilhões que precisaria repassar aos organismos internacionais, fundos e bancos multilaterais dos quais é membro, o que representa 0,37%.

O governo deixou de repassar, por exemplo:

  • R$ 84,44 milhões para a Organização Mundial da Saúde (OMS)
  • R$ 458,45 milhões para a Organização das Nações Unidas (ONU)
  • R$ 28,77 milhões para a Organização das Nações Unidas para a Educação, a Ciência e a Cultura (Unesco)
  • R$ 90,32 milhões para a Organização Internacional do Trabalho (OIT)

O Brasil faz parte de 137 organismos internacionais, dos quais 13 missões de paz, 106 organizações intergovernamentais, 8 bancos multilaterais e 10 fundos internacionais. Os dados fazem parte de levantamento do Ministério da Economia elaborado após pedido do jornal "Valor Econômico".

Os únicos organismos que receberam recursos foram:

  • Secretaria do Mercado Comum do Sul do Mercosul (SM)
  • Centro Interamericano de Administração Tributária (CIAT)
  • Comissão Latino Americana de Aviação Civil (CLAC)
  • Organização Internacional do Café (OIC)
  • Organização Marítima Internacional (IMO)
  • Organização Mundial das Aduanas (OHI)
  • Organização de Aviação Internacional (OACI)

Restrição fiscal afeta repasses, diz governo

O Ministério da Economia afirmou que o governo federal tem trabalhado para manter as obrigações com organismos internacionais, diante de um cenário de restrição fiscal.

"Cabe ressaltar, no entanto, que o exercício orçamentário de 2020 ainda está em andamento. Nesse contexto, ajustes à peça orçamentária estão sendo estudados e pagamentos serão realizados, caso haja espaço orçamentário no restante do ano", afirmou a pasta.