PUBLICIDADE
IPCA
1,35% Dez.2020
Topo

Itaú e XP chegam a acordo para separação e aguardam aprovação do Fed

Itaú criará uma nova empresa que fará transição dos acionistas - Kevin David / A7 Press / Folhapress
Itaú criará uma nova empresa que fará transição dos acionistas Imagem: Kevin David / A7 Press / Folhapress

Colaboração para o UOL

01/02/2021 11h54

O Itaú anunciou que chegou a um acordo com a XP Inc. para que haja uma separação entre as duas partes. Será criada uma empresa, XPart, que fará a transição. Essa reorganização ainda depende de aprovação do Fed (Federal Reserve), o banco central dos Estados Unidos.

A XP Inc. vai incorporar a XPart e distribuirá aos acionistas do Itaú as ações da XP. Cada um poderá escolher entre vender ou ficar com os papéis.

"Em 31 de janeiro de 2021, Itaú Unibanco informou ao mercado que seus acionistas, reunidos em Assembleia Geral realizada na mesma data, aprovaram a proposta de reorganização societária com vistas à segregação da linha de negócio do Conglomerado Itaú Unibanco referente à participação no capital da XP, que resultará na criação de uma nova companhia ("XPart") e que terá como ativos o investimento representativo de 40,52% do capital da XP e R$ 10 milhões em caixa ("Segregação")", divulgou o Itaú, completando que a implementação dessa "Segregação" fará com que a XPart seja detida pelos acionistas do Itaú Unibanco, replicando a composição acionária do Itaú Unibanco.

Depois que a XP Inc. fizer toda essa transição, a XPart deixará de existir. Mas ainda existirá parceria entre Itaú e XP.

Os controladores do Itaú devem fazer um novo acordo com a XP, com novos acertos entre as partes. O banco ainda terá acesso a informações e indicará membros para o conselho de administração da XP.