PUBLICIDADE
IPCA
1,16 Set.2021
Topo

Em ação de marketing, Burger King publica 'mulheres pertencem à cozinha'

Burger King costuma ser agressivo nas ações de marketing e criou polêmica dessa vez - 02.12.04. Marcelo Ximenez/Folhapress
Burger King costuma ser agressivo nas ações de marketing e criou polêmica dessa vez Imagem: 02.12.04. Marcelo Ximenez/Folhapress

Colaboração para o UOL

08/03/2021 15h23

No Dia Internacional da Mulher, o Burger King do Reino Unido fez uma jogada de marketing polêmica no Twitter. A rede publicou a frase "mulheres pertencem à cozinha", normalmente dita por machistas. E na sequência de posts, colocados em um "fio" (thread), explicou a ação.

"Mulheres pertencem à cozinha. Se elas quiserem, é claro. No entanto, apenas 20% dos chefs são mulheres. Estamos na missão de mudar a proporção de gênero na indústria de restaurantes, emponderando as funcionárias com a oportunidade de seguir uma carreira na culinária. Estamos orgulhosos de lançar um novo programa de bolsas de estudo que ajudará as funcionárias do Burger King a perseguirem seus sonhos culinários!", publicou a conta do Burger King no Reino Unido.

Surgiram diversas críticas ao Burger King, principalmente por ter colocado a frase machista separadamente do restante da mensagem. E a rede de lanchonetes começou a se explicar.

A um usuário que qualificou a mensagem como "estranha", o Burger King respondeu: "achamos estranho que as mulheres representem apenas 20% dos chefs na indústria de restaurantes do Reino Unido. É por isso que criamos uma bolsa de estudos para dar a mais funcionárias a chance de seguir uma carreira culinária".

Outro usuário do Twitter questionou se alguém realmente tinha achado uma boa ideia fazer essa ação de marketing, então foi respondido que "para chamar a atenção para a enorme falta de representação feminina na indústria de restaurantes? Sim, achamos que é uma boa ideia".

Entre as respostas também é possível encontrar homens que aproveitaram a mensagem para fazer ataques machistas.

PUBLICIDADE