PUBLICIDADE
IPCA
+0,93 Mar.2021
Topo

Mídia e Marketing

Leonardo Rocha, da B2W: "Nosso negócio é gerar conveniência para o cliente"

Renato Pezzotti

Colaboração para o UOL, em São Paulo

25/03/2021 04h01

Com o crescimento do e-commerce no Brasil, acelerado ainda mais pela pandemia causada pelo coronavírus, os varejistas tiveram que adequar suas estruturas para vender mais produtos - e fazer com que as entregas fossem ainda mais rápidas.

Para falar sobre o tema, o podcast Mídia e Marketing conversou com Leonardo Rocha, diretor de marketing da B2W Digital, plataforma online de gigantes do varejo como Americanas e Submarino.

"A essência do próprio e-commerce já vinha num ritmo de crescimento bem acelerado. Hoje temos 87 milhões de produtos dentro do site, com mais de 3 mil pequenos lojistas. Chegamos a ter mais de 21 milhões de clientes ativos na plataforma", afirma o executivo (no arquivo acima, este trecho está a partir de 2:40).

"Antigamente, a gente agendava um táxi com horas de antecedência. Agora, se o Uber demorar 5 minutos, as pessoas ficam estressadas. O processo de integração com as lojas físicas, para entrega em até 3 horas, é uma iniciativa pensando nisso, para gerar conveniência. Nosso negócio é gerar conveniência para o cliente", diz (a partir de 12:48).

Mudança na forma de fazer publicidade

Segundo Leonardo, fazer marketing hoje é bem mais complexo do que antigamente. "Com a quantidade de dados que temos, fica muito mais legal. Isso dá para o profissional de marketing mais insights e mais ideias legais de como abordar o cliente. Quem é criativo, consegue fazer anúncios muito mais legais hoje em dia. O marketing é o motor que impulsiona a máquina", diz (a partir de 21:10).

Mídia e Marketing