PUBLICIDADE
IPCA
+0,53 Jun.2021
Topo

Lula aprova ideia de Bolsonaro de ampliar Bolsa Família: 'tem de aumentar'

Ex-presidente Lula aprova ideia de Bolsonaro de ampliar Bolsa Família - Ricardo Stuckert/Twitter
Ex-presidente Lula aprova ideia de Bolsonaro de ampliar Bolsa Família Imagem: Ricardo Stuckert/Twitter

Colaboração para UOL

13/07/2021 10h57

O ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT) disse hoje em entrevista à Rádio Bandeirantes que concorda com a ampliação do Bolsa Família, que está sendo planejada pelo presidente Jair Bolsonaro (sem partido).

Bolsonaro decidiu que o programa será ampliado em 2022, tanto em número de pessoas, como no valor médio do benefício. A promessa que já foi tornada pública é chegar ao valor médio de R$ 300 por família. A média atual está em R$ 190, o que significa aumento de 58%.

"Eu penso que se o Bolsonaro acha que é possível tirar proveito disso aumentando o programa, ele tem que aumentar mesmo. É preciso criar também um comitê de enfrentamento com auxílio emergencial. O que eu quero é que o povo brasileiro possa voltar a tomar café, almoçar e jantar todo dia. Nós temos mais de 20 milhões de pessoas passando fome. Que país é esse que virou a sexta economia do mundo e agora retrocedeu? Então, eu acho que o Bolsa Família precisa sim ser consolidado", disse o ex-presidente.

"O dado concreto é que o Bolsa Família foi um sucesso E foi um dos programas mais aderidos em outros países. Na época fiquei muito feliz quando a ONU citou que o Brasil tinha saído do mapa da fome", completou Lula.

Críticas a Bolsonaro

Ainda na entrevista, Lula foi questionado por não se posicionar diante da atual crise política no país e voltou a criticar Jair Bolsonaro:

"Eu vejo o presidente da República falando bobagem todos os dias, aliás, eu nunca vi alguém falar tanta bobagem por minuto igual o presidente fala, e eu não vou ficar alimentando essas bobagens que Bolsonaro diz. Eu aprendi uma lição e a idade ensina isso, eu não posso ficar dando palpite em situações que não dizem respeito a mim".

Repetindo o que vem falando nas últimas entrevistas, Lula evitou anunciar que será candidato em 2022. "Depende. Eu vou decidir se vou ser candidato em algum momento. Preciso pensar em muitas coisas. Eu preciso medir as consequências dos meus atos e entender que sou o único candidato que tenho que fazer mais do que já fiz anteriormente", disse.