PUBLICIDADE
IPCA
1,16 Set.2021
Topo

Produtores do RS relatam à TV surpresa e prejuízo ao extrair 'mel azul'

"É uma tinta forte, não é como mel. É bem consistente quando escorre", descreve o produtor Naor Kümpel - Reprodução/TV Globo
"É uma tinta forte, não é como mel. É bem consistente quando escorre", descreve o produtor Naor Kümpel Imagem: Reprodução/TV Globo

Do UOL, em São Paulo

03/10/2021 18h59Atualizada em 03/10/2021 21h47

Produtores do Rio Grande do Sul relataram ao "Globo Rural", da TV Globo, ter se surpreendido ao extrair mel de cor azul, impróprio para venda e consumo. Ainda não se sabe o que pode ter causado a alteração, mas pesquisadores não descartam a possibilidade de contaminação.

"É uma tinta bem forte, não é como mel. É bem consistente quando ele escorre no chão. É prejuízo? É. São 150 quilos de mel que eu tirei e que não podem ser consumidos por enquanto", contou Naor Kümpel, produtor de mel há mais de 20 anos em Não-Me-Toque, no norte do estado.

Dois produtores vizinhos também confirmaram ter tido o mesmo problema.

Registros feitos no dia em que o mel foi extraído (foto acima) mostram o produto com uma cor azul bem intensa. Com o passar do tempo, porém, o mel ficou esverdeado (foto abaixo).

Mel azul - Reprodução/TV Globo - Reprodução/TV Globo
Abelhas estão produzindo "mel azul" em algumas propriedades do Rio Grande do Sul
Imagem: Reprodução/TV Globo

Segundo reportagem exibida hoje no "Globo Rural", a primeira suspeita é de que as flores de uma cobertura de solo na propriedade vizinha à de Kümpel estejam sendo usadas pelas abelhas, o que estaria causando a alteração na cor do mel, mas ainda não há resposta.

Pesquisadores não descartam a possibilidade de uma contaminação, e análises ainda serão feitas em laboratórios especializados.

"Este contaminante que as abelhas incorporaram, ele predomina na determinação da cor. Porque não é normal mel de flores com esta cor, então nos leva a uma suspeita muito grande de que existe alguma fonte de contaminação", explicou à TV Aroni Sattler, professor de Apicultura da UFRGS (Universidade Federal do Rio Grande do Sul).

PUBLICIDADE