PUBLICIDADE
IPCA
0,87 Ago.2021
Topo

Zema diz que muitos não farão uso adequado de auxílio: 'vão para o bar'

Romeu Zema anunciou início do pagamento do Auxílio Emergencial Mineiro de R$ 600 no dia 14 - Reprodução/YouTube
Romeu Zema anunciou início do pagamento do Auxílio Emergencial Mineiro de R$ 600 no dia 14 Imagem: Reprodução/YouTube

Do UOL, em São Paulo

05/10/2021 14h17

O governador de Minas Gerais, Romeu Zema (Novo), anunciou ontem que sua administração iniciará, no próximo dia 14, o pagamento do Auxílio Emergencial Mineiro de R$ 600 por família em situação de extrema pobreza no estado.

O recurso será repassado em parcela única e destinado a pouco mais de 1 milhão de famílias. O benefício contempla mineiros com renda per capita de até R$ 89, conforme base de dados do CadÚnico (Cadastro Único para Programas Sociais).

Ao defender que o auxílio teria efetividade maior se fosse pago de forma parcelada, Zema disse que muitas pessoas fariam uso inadequado do dinheiro e acabariam gastando-o de uma só vez no bar.

Nós sabemos que, infelizmente, muitas pessoas ao receberem esse dinheiro não fazem uso adequado do mesmo, vão para o bar, para o boteco, e ali já deixam uma boa parte ou quase a totalidade do que receberam. Então, se ele [auxílio] fosse pago de forma parcelada, muito provavelmente a sua efetividade social teria sido maior Romeu Zema, governador de Minas Gerais

A pandemia do coronavírus teve um efeito devastador sobre a segurança alimentar no Brasil, segundo estudos da Rede Penssan e da Universidade Livre de Berlin publicados este ano.

No país, a fome atingiu 19,1 milhões de pessoas em 2020. Um dos fatores que explica a crescente dificuldade dos brasileiros em se alimentarem adequadamente é a perda do poder de compra do auxílio emergencial, em meio à redução do valor do benefício e à alta da inflação.

Reportagem do UOL mostrou que pelo menos 2 milhões de famílias brasileiras tiveram a renda reduzida e caíram para a extrema pobreza entre janeiro de 2019 e junho deste ano. Os dados são do CadÚnico, que aponta para um aumento mês a mês de pessoas na miséria desde novembro de 2020.

Terão prioridade para receber o auxílio as famílias que não têm o benefício do programa Bolsa Família e as famílias constituídas por mães solteiras e seus filhos. Para este grupo, o dinheiro será depositado no período de 14 a 21 de outubro. Para as demais famílias, o recurso será depositado de 22 a 29 também deste mês.

O Auxílio Emergencial Mineiro será pago exclusivamente em contas-poupança digitais da Caixa Econômica Federal, a conta "Caixa Tem". Para quem já a possui, o benefício será depositado automaticamente. No entanto, para aqueles que ainda não possuem esta conta na instituição, será aberta uma conta automaticamente, que poderá ser movimentada pelo aplicativo de smartphone "Caixa Tem".

Caso o beneficiário não possua celular, pode comparecer a uma agência da Caixa ou a uma casa lotérica, levando um documento de identificação com foto, para que consiga fazer o saque do Auxílio Emergencial Mineiro.

PUBLICIDADE