PUBLICIDADE
IPCA
1,25 Out.2021
Topo

Índice que reajusta aluguel sobe 0,64% no mês; em 12 meses, subiu 21,73%

O índice acumula alta de 16,74% no ano e de 21,73% em 12 meses - iStock
O índice acumula alta de 16,74% no ano e de 21,73% em 12 meses Imagem: iStock

Do UOL, em São Paulo

28/10/2021 08h04Atualizada em 28/10/2021 10h19

O IGP-M (Índice Geral de Preços-Mercado), utilizado como referência para o reajuste de contratos como os de aluguel de imóveis, subiu 0,64% em outubro, após registrar queda de 0,64% em setembro.

O índice acumula alta de 16,74% em 2021 e de 21,73% nos últimos 12 meses. Em outubro de 2020, o IGP-M havia subido 3,23% e acumulava alta de 20,93% em 12 meses. Os dados foram divulgados hoje pela FGV (Fundação Getulio Vargas).

André Braz, coordenador dos índices de preços, explicou que a queda menos intensa registrada no preço do minério de ferro (-21,74% para -8,47%) e o aumento do preço do diesel (0 para 6,61%) — sem levar em conta o reajuste no combustível anunciado na última segunda-feira (25) — contribuíram para a aceleração da taxa do IGP-M.

O IGP-M é composto por alguns subíndices, como o IPA (Índice de Preços ao Produtor Amplo), o IPC (Índice de Preços ao Consumidor) e o INCC (Índice Nacional de Custo da Construção).

O IPA subiu 0,53% em outubro, após queda de 1,21% em setembro. O IPC variou 1,05% em outubro, que inclui os custos com a conta de luz, ante 1,19% em setembro. Já o INCC subiu 0,8% em outubro, ante 0,56% em setembro.

PUBLICIDADE