PUBLICIDADE
IPCA
0,73 Dez.2021
Topo

Mídia e Marketing

Especial do UOL sobre ditadura ganha 2º lugar de prêmio de direitos humanos

Reportagem do UOL sobre ditadura revelou internação de presos políticos em manicômios - Arte/UOL
Reportagem do UOL sobre ditadura revelou internação de presos políticos em manicômios Imagem: Arte/UOL

Do UOL, em São Paulo

03/12/2021 18h01

A reportagem do UOL "Da tortura à loucura: ditadura internou 24 presos políticos em manicômios" conquistou o 2º lugar da 38ª edição do Prêmio Direitos Humanos de Jornalismo, na categoria online.

Na categoria, a reportagem "É quase escravo", do site The Intercept Brasil, ficou em 1º lugar.

O prêmio é outorgado pelo Movimento de Justiça e Direitos Humanos, com a colaboração da seccional gaúcha da Ordem dos Advogados do Brasil e a Associação dos Repórteres Fotográficos e Cinematográficos do Rio Grande do Sul.

O prêmio estimula o trabalho dos profissionais de jornalismo na denúncia de violações, pela observância e defesa dos direitos humanos nas sociedades da América do Sul marcadas por enorme desigualdade entre as pessoas e pela deficitária ação de Estado.

Escrita pela jornalista do núcleo investigativo do UOL Amanda Rossi, a reportagem apresenta um levantamento inédito sobre 24 casos de presos políticos internados pela ditadura militar brasileira em manicômios. Deles, ao menos 22 foram submetidos antes a torturas em prisões comuns. O trabalho revela um novo capítulo sobre a violação de direitos humanos pela ditadura militar.

A reportagem conta com trabalho visual de Yasmin Ayumi, da equipe de arte do UOL.

A reportagem recebeu menção honrosa do Patrícia Acioli de Direitos Humanos, que celebra a memória da juíza Patrícia Acioli. O trabalho foi também indicado ao Prêmio Gabo de Jornalismo.

PUBLICIDADE

Mídia e Marketing