PUBLICIDADE
IPCA
0,73 Dez.2021
Topo

Consumo de cerveja tem alta de 127% impulsionado por mulheres

O aumento do consumo de cerveja foi o composto por mulheres de 40 a 49 anos, segundo pesquisa - Taiyou Nomachi/Getty Images
O aumento do consumo de cerveja foi o composto por mulheres de 40 a 49 anos, segundo pesquisa Imagem: Taiyou Nomachi/Getty Images

Colaboração para o UOL, em São Paulo

07/01/2022 20h22

A cerveja está entre as bebidas preferidas pelos brasileiros, fator que impulsionou o seu consumo durante a pandemia de covid-19. De acordo com o recente relatório Consumer Insights, feito pela Kantar, o terceiro trimestre de 2021 registrou o maior número de consumidores da bebida desde o terceiro trimestre de 2019, com alta de 127%. O estudo também apontou que o público feminino teve grande participação nesse resultado.

O perfil que mais contribuiu para o aumento do consumo de cerveja foi o composto por mulheres de 40 a 49 anos e pertencentes às classes A e B. Por outro lado, os homens que fazem parte das mesmas faixa etária e classe social foram responsáveis pela queda na frequência, que caiu 58%.

Este cenário positivo para o mercado cervejeiro se deve diretamente à flexibilização das regras de distanciamento da covid-19 e da reabertura gradual do comércio, especialmente bares e restaurantes. Além destes estabelecimentos, o elevado consumo ocorre também nas casas de amigos e familiares.

O estudo Consumer Insights também mostrou que em locais públicos, a presença de mulheres saiu de 14,5% para 21,2% - um crescimento de 6,7 pontos percentuais nos últimos 12 meses, terminados em setembro de 2021, contra o mesmo período do ano anterior. Nas casas de amigos e familiares, por sua vez, o consumo cresceu 4 pontos percentuais, atingindo 18,3%.

O favoritismo pela cerveja cresceu, principalmente, em momentos de happy hours e aos fins de semana. Neste contexto, o aumento foi de 10 pontos percentuais, chegando a uma penetração de 45%.

PUBLICIDADE