PUBLICIDADE
IPCA
1,06 Abr.2022
Topo

Influenciador tem redes invadidas e hackers aplicam golpe em seguidores

Dentista Mateus Zafanella foi vítima de hackers nos últimos 10 dias - Reprodução/Site/Clínica Zafanella
Dentista Mateus Zafanella foi vítima de hackers nos últimos 10 dias Imagem: Reprodução/Site/Clínica Zafanella

Do UOL, em São Paulo

24/01/2022 16h41Atualizada em 24/01/2022 16h41

O dentista Mateus Zafanella, conhecido nas redes sociais por seu trabalho com harmonização facial, foi vítima de hackers nos últimos 10 dias. Os golpistas virtuais invadiram as redes sociais do profissional e passaram a ofertar produtos, sorteios e procedimentos em seu perfil no Instagram, pedindo transferências bancárias em uma conta no WhatsApp que se passava pela clínica da vítima.

Sem acesso às redes, ele tornou o caso público por meio de um vídeo publicado no site de sua clínica, que fica no Ipiranga, zona sul de São Paulo. Nele, Mateus mostrou o Boletim de Ocorrência que registrou em 13 de janeiro, dia em que sofreu a ação dos hackers, e pediu atenção de seus clientes.

"Promoções, divulgações de videogame, geladeiras, procedimentos, rifas, sorteio...não somos nós. Quem me conhece sabe que a conduta de trabalho aqui não é essa, então fiquem atentos, trata-se de uma quadrilha muito bem especializada, que além de ter hackeado meu Instagram, hackearam meu WhatsApp, número de telefone, e-mail, Facebook, a maquininha da clínica. Tentaram invadir conta de banco, tudo o que vocês puderam imaginar, esses caras fizeram. Então, pediu dinheiro, transferência? Esquece, nem respondam, nem interajam com esse perfil", pediu o dentista.

Apesar dos alertas, alguns seguidores do dentista ainda caíram no golpe. O UOL tenta contato com a SSP-SP (Secretaria de Segurança Pública de São Paulo) e com Mateus Zafanella para colher mais detalhes da ação dos hackers.

O profissional recuperou seu perfil no Instagram, onde tem mais de 105 mil seguidores, apenas na manhã de hoje, quase 11 dias depois de ter suas redes invadidas. Ele destacou que as ofertas feitas pelos criminosos vão contra as práticas estabelecidas pelo CFO (Conselho Federal de Odontologia) e que, portanto, não poderia ter feito postagens ofertando produtos e rifas.

"Eu não tenho nem o que falar, só espero que a gente fique mais ligado no que vê na internet, no que vê nos stories dos outros. Quem me acompanhava há muito tempo sabe como eu agia, sabe como eu falava. Quem estava mais ligado não caiu no golpe dos caras. Eles foram espertos, mas vão ter o que merecem ainda", declarou Mateus ao avisar aos seguidores que recuperou a conta.

Instagram afirma que seguiu requisitos de segurança

Ao comentar a invasão, o Instagram afirmou que "trabalha na implementação de recursos capazes de barrar o acesso de hackers" a contas de usuários, mas destacou que o processo de recuperação de perfis já tomados por golpistas podem levar algum tempo, para garantir que "os requisitos de segurança sejam cumpridos".

Em comunicado ao UOL, a rede ainda propôs medidas de segurança para evitar a ação de criminosos, como não compartilhar links recebidos em outras plataformas virtuais, não clicar em links desconhecidos e ativar a autenticação de dois fatores, em que, além da senha, o dono da conta também recebe um código de acesso por telefone ou e-mail, que deve ser informado em todos os logins.

A mudança pode ser feita facilmente pelo aplicativo do Instagram, seguindo o caminho pelas abas Configurações, Segurança e Autenticação de dois fatores.

Apesar das medidas de reforço de segurança, o comunicado destaca que, caso o usuário perca acesso ao telefone cadastrado na conta, será necessário abrir uma solicitação na Central de Ajuda do Instagram.

Empresa telefônica já regularizou linha

Já a Claro, empresa que administra a linha telefônica de Mateus invadida pelos hackers, informou que já regularizou a linha do dentista. Em nota, a companhia também recomendou que clientes entrem em contato com o telefone 1052, disponível 24h por dia, caso suspeitem de fraude envolvendo seus números.

"A Claro investe constantemente em políticas e procedimentos de segurança, adotando medidas rígidas para identificar fraudes e proteger seus clientes. A empresa reforça que é dever de todos os colaboradores e prestadores de serviços zelar pela integridade das informações, às quais têm acesso exclusivamente para exercício de suas funções, o que é reforçado em nosso Código de Ética e nos contratos firmados", reforçou o comunicado enviado ao UOL.