IPCA
0,83 Mai.2024
Topo

Fundador da XP nega boato sobre fusão com Nubank: "Esse é o caô do século"

Fundador da XP nega fusão com o Nubank - Shutterstock
Fundador da XP nega fusão com o Nubank Imagem: Shutterstock

Do UOL, em São Paulo

25/03/2022 18h37

O fundador da XP Inc., Guilherme Benchimol, negou veementemente o boato sobre a suposta fusão com o Nubank, um dos maiores bancos digitais do mundo, e classificou a história como "o maior caô do século". A declaração foi feita em entrevista ao site "Brazil Journal".

Segundo a publicação, o boato teria corrido entre alguns executivos da Faria Lima, em São Paulo, região onde fica o maior e mais importante centro financeiro, conhecida também por "concentrar em torno de 1% do PIB brasileiro". As conversas seriam preliminares, mas a ideia inicial envolveria o investimento do Nubank na XP, "dando certa liquidez a Benchimol, que continuaria no comando do negócio".

Esse é o caô do século. Não tem conversa nenhuma acontecendo e plano nenhum de vender o controle da companhia. Almocei com o David Vélez [presidente do Nubank] há um mês e meio e esse foi o meu único contato com o Nubank em dois anos. Ele é um cara que eu admiro muito, mas o nossso plano é continuar crescendo e de forma inpdendente. Tem zero de verdade nisso daí. Guilherme Benchimol

Em dezembro, o Nubank fez a sua estreia na Bolsa de Nova York —simultaneamente, na Bolsa brasileira, começaram a ser negociados os BDRs (as Brazilian Depositary Receipts, ou recibos de uma ação negociadas em outro país), sob o símbolo NUBR33.

A euforia inicial chegou a fazer com que o Nubank passasse a ser o banco mais valioso da América Latina, superando o Itaú Unibanco —valendo US$ 52 bilhões. Mas a queda recente reduziu o seu valor de mercado.

Atualmente, o Nubank possui uma carteira com cerca de 48 milhões de clientes em três mercados —Brasil, Colômbia e México.

Em janeiro, a XP Inc. anunciou nesta sexta-feira (7) a aquisição do Banco Modal, avaliando a instituição financeira em cerca de R$ 3 bilhões. E. ao longo do ano passado, a XP adquiriu participações minoritárias em uma série de gestoras de recursos de fundos multiestratégia como AZ Quest, Vista Capital, Jive, Capitânia e Giant Steps, entre outras.