PUBLICIDADE
IPCA
0,47 Mai.2022
Topo

Bairros de SP ficam com valor do aluguel mais caro do que antes da pandemia

Predios e terrenos no centro de São Paulo - Simon Plestenjak/UOL
Predios e terrenos no centro de São Paulo Imagem: Simon Plestenjak/UOL

Do UOL, em São Paulo

06/04/2022 18h35

Levantamento da plataforma de moradia QuintoAndar revelou que 56% dos bairros da capital paulista apresentam aluguel mais caro do que antes da pandemia. Para chegar ao resultado, a pesquisa utilizou dados de valores definidos em contratos de aluguéis, disponíveis na base de dados da empresa.

O Índice QuintoAndar comparou a média do preço do metro quadrado em cada bairro de São Paulo dos três últimos meses antes da pandemia de covid-19 (janeiro, fevereiro e março de 2020) com o primeiro trimestre de 2022.

O efeito não é homogêneo, já que os 34 bairros que tiveram aumento no valor do aluguel se espalham entre os 61 que compõem a metrópole. Essa recuperação dos preços, que haviam sido afetados pela pandemia, é motivada, segundo o levantamento, pelo aquecimento do mercado imobiliário que São Paulo tem apresentado atualmente.

"O valor do aluguel foi afetado em quase todos os bairros durante os meses iniciais da pandemia, em 2020. O tamanho do impacto e o tempo de recuperação, porém, são bastante distintos. Bairros com maior quantidade de apartamentos de um quarto, como Vila Clementino e Liberdade, só conseguiram recuperar os preços com a retomada da procura por esses tipos de imóvel nos últimos meses, com o arrefecimento da crise sanitária", destaca Thiago Reis, da equipe do QuintoAndar.

Confira abaixo os 5 bairros que mais sofreram aumento no preço do aluguel (valor por m²):

  • Jardim Anália Franco (com R$ 19,43 em 2020, e R$ 24,68 em 2022)
  • Mandaqui (com R$ 19,03 em 2020, e R$ 23,97 em 2022)
  • Morumbi (com R$ 25,55 em 2020, e R$ 32,11 em 2022)
  • Água Fria (com R$ 21,53 em 2020, e R$ 26,56 em 2022)
  • Butantã (com R$ 32,21 em 2020, e R$ 39,42 em 2022).