PUBLICIDADE
IPCA
0,47 Mai.2022
Topo

Bombig: Auxílios são 'analgésicos' para problemas eleitorais de Bolsonaro

Colaboração para o UOL, em São Paulo

21/06/2022 19h58

A ampliação do Auxílio Gás e o novo voucher para caminhoneiros serão usados como "analgésicos" pelo presidente Jair Bolsonaro (PL) antes das eleições de outubro, afirmou o colunista do UOL Alberto Bombig. Integrantes do Palácio do Planalto confirmaram os benefícios ao jornal Folha de S. Paulo.

"É aquela imagem muito comum de desenho animado: vai aparecendo os furos no casco do barco e se vai tapando com o que tem, põe o pé, a mão, coloca uma rolha. O governo parece nesse momento tentar uma política de contenção", avaliou Bombig, durante participação no UOL News.

O jornalista citou que o risco de uma paralisação dos caminhoneiros pode ter motivado Bolsonaro a acertar os novos auxílios. Apesar do próprio chefe do Executivo parecer incentivar essa mobilização do setor rodoviário, no fundo, Bombig disse que o governo teme que isso de fato aconteça.

"Uma paralisação dos caminhoneiros poderia gerar um caos econômico e de abastecimento que obviamente não vai favorecer o presidente nesta eleição", disse o colunista.

"A realidade está batendo à porta do governo Bolsonaro. Aquele mundo fantasioso de que os problemas são apenas as urnas, a guerra cultural, a vacina que vira jacaré, isso não está funcionando mais. Tem um Brasil real e essas medidas tratam dele", continuou.

"Bolsonaro tem três meses e meio pela frente que, ou ele vai pelo menos tentar dar um analgésico para esses problemas, como esses auxílios e benefícios, ou governar com eficiência — algo que até agora a gente não viu."

Assista ao UOL News na íntegra: