IPCA
0,83 Abr.2024
Topo

Em meio a embate sobre Selic, Haddad e presidente do BC vão se ver na Índia

Fernando Haddad e Roberto Campos Neto - Agência Brasil
Fernando Haddad e Roberto Campos Neto Imagem: Agência Brasil

Colaboração para o UOL, em Salvador

17/02/2023 21h21Atualizada em 17/02/2023 21h21

O ministro da Fazenda, Fernando Haddad, e o presidente do Banco Central, Roberto Campos Neto, vão se encontrar na próxima semana, na Índia, durante reuniões de ministros de Finanças e presidentes de Bancos Centrais do G20.

De acordo com a agenda disponibilizada pelo Banco Central, Campos Neto também vai participar de uma palestra durante o evento, realizado na cidade de Bangalore.

Mais cedo, em entrevista à imprensa, Haddad disse que a ida à reunião na Índia "prepara o terreno" para que o Brasil assuma a presidência do grupo.

Na minha primeira reunião com o G20, vou apresentar os planos do governo Lula para integração mundial. A economia ficou muito isolada, acho que o mundo está celebrando o fato de que o Brasil voltou à mesa de negociação em busca de democracia, paz, combate à fome, prosperidade e justiça social Fernando Haddad

O G20 representa a reunião dos principais atores da economia mundial para trabalhar juntos e evitar crises, já que o comércio e as medidas tomadas por um país podem afetar os demais, devido à globalização.

Lula x BC

O encontro ocorrerá em meio ao conflito público entre o governo Lula (PT) e o Banco Central por causa da taxa de juros.

Em entrevista à CNN Brasil divulgada ontem, Lula afirmou que não pretende interferir no mandato do presidente do Banco Central, mas cobrou da autoridade monetária que controle a inflação e estimule o crescimento e a criação de emprego.

A única coisa que eu quero é que ele cumpra aquilo que está na lei que aprovou a independência do Banco Central. Ele tem que cuidar da inflação, ele tem que cuidar do crescimento, tem que cuidar do emprego Lula sobre Campos Neto