IPCA
0,42 Mar.2024
Topo

Petrobras rejeita aumento de 43,9% para diretoria; reajuste será de 9%

Membros do Conselho de Administração terão aumento de 13,65%; reajustes foram votados em assembleia - Adriano Ishibashi/Framephoto/Estadão Conteúdo
Membros do Conselho de Administração terão aumento de 13,65%; reajustes foram votados em assembleia Imagem: Adriano Ishibashi/Framephoto/Estadão Conteúdo

Do UOL, em São Paulo

28/04/2023 13h26Atualizada em 28/04/2023 17h14

Acionistas da Petrobras seguiram a orientação do governo federal e aprovaram reajuste de 9% para a diretoria executiva da companhia. A proposta anterior, aprovada em março pelo Conselho de Administração, era de aumento de 43,9%.

O que aconteceu

Acionistas aprovaram reajuste de 9% para a diretoria executiva da Petrobras. Neste grupo, também está incluso o presidente da companhia, ex-senador Jean Paul Prates. Percentual é bem menor do que o aprovado em março, de 43,9%.

Com aumento, salário de Prates passará a cerca de R$ 126 mil. Hoje, o presidente da Petrobras recebe R$ 116 mil.

Despesas não relacionadas a salário terão reajuste de 13,65%. Aumentos foram votados na quinta (27), durante assembleia geral ordinária, e apurados pelo UOL junto a participantes. A Petrobras divulgou o reajuste, mas não os percentuais.

Novos percentuais seguem recomendação do governo. Em comunicado, a Petrobras confirmou que a decisão sobre o tamanho dos reajustes salariais segue "orientação da SEST (Secretaria de Coordenação e Governança das Empresas Estatais)", ligada ao governo federal.

Sindicato dos petroleiros comemorou rejeição da proposta anterior. Em nota, a FUP definiu como "disparatada" a proposta de reajuste salarial de 43,9%. Deyvid Bacelar, coordenador-geral da FUP, sugeriu ainda que o objetivo da medida era prejudicar Prates.

A proposta disparatada havia sido aprovada por alguns membros do antigo Conselho de Administração, visando maiores ganhos pessoais. Interessante que os votos a favor desse aumento absurdo tenham vindo de pessoas que estão no final de seu mandato. Parece que pretendiam prejudicar a imagem do Prates.
Deyvid Bacelar, da FUP, em nota

Entenda proposta anterior

Ideia era aumentar o salário dos administradores da Petrobras em 43,9%. Percentual corresponde ao INPC acumulado de 2013 a 2022 e havia sido aprovado em março pelo Conselho de Administração. Sete conselheiros votaram a favor, contra quatro abstenções, incluindo o próprio Jean Paul Prates.

Se proposta fosse aprovada, presidente da Petrobras ganharia R$ 167 mil. Valor equivale a 128 salários mínimos (R$ 1.302). Já os diretores passariam a receber R$ 159 mil (hoje são R$ 111 mil).

Alto escalão também ganha bônus no Natal, além de outros benefícios. No total, a diretoria executiva é composta por nove pessoas, incluindo o presidente.