IPCA
0,46 Jul.2024
Topo

INSS: pagamento de maio virá com adicional do 13º; saiba consultar valor

Os beneficiários do INSS começarão a receber os depósitos a partir de 25 de maio, informa o INSS - Luis Lima Jr/Fotoarena/Estadão Conteúdo
Os beneficiários do INSS começarão a receber os depósitos a partir de 25 de maio, informa o INSS Imagem: Luis Lima Jr/Fotoarena/Estadão Conteúdo

Do UOL, em São Paulo

21/05/2023 04h00

O INSS (Instituto Nacional do Seguro Social) liberou a consulta do extrato dos pagamentos de maio, quando começará a ser paga a primeira parcela do 13º salário para aposentados, pensionistas e beneficiários de auxílios do órgão.

Pagamento virá com a 1ª parcela do 13º

O valor do pagamento de maio está liberado para consulta. Segundo o INSS, o extrato de crédito estará liberado para todos os beneficiários e a consulta pode ser feita no site ou no aplicativo Meu INSS, disponível para Android e iOS.

Os pagamentos para quem recebe até um salário mínimo (R$ 1.320) começarão em 25 de maio e vão até 7 de junho. Os primeiros beneficiários a serem pagos serão aqueles que têm cartão de benefício com final 1 (dígito antes do traço). Para quem ganha acima do piso nacional, os pagamentos serão feitos de 1° a 7 de junho.

Essa primeira parte do pagamento do 13º salário vem sem descontos, como o de Imposto de Renda, por exemplo. A segunda parcela será paga em junho.

De acordo com o governo, 30 milhões de beneficiários receberão o repasse. Têm direito os segurados e dependentes da Previdência Social que, durante o ano de 2023, tenham recebido auxílio por incapacidade temporária, auxílio-acidente, aposentadoria, pensão por morte ou auxílio-reclusão.

No total, serão pagos R$ 62,6 bilhões aos beneficiários. Nos últimos dois anos, o pagamento do 13º de aposentados foi antecipado para abril e maio. O abono anual de aposentados é usualmente pago no segundo semestre de cada ano, em agosto e novembro.

O reajuste do salário mínimo aumentará o valor de quem recebe o piso. O pagamento de maio dos benefícios do INSS virá também com o reajuste que elevou o valor mínimo de R$ 1.302 para R$ 1.320. Nada muda no valor da parcela mensal paga aos segurados que recebem acima do piso. O teto dos benefícios pagos pelo INSS está mantido em R$ 7.507,49.

O calendário de pagamentos é determinado pelo número final do NIS (Número de Identificação Social) de cada segurado. Confira abaixo: