Golpe de venda de Franuí, famoso chocolate com framboesa, usa site falso

Sites falsos que se passam pela Franuí — sorveteria que vende o doce de framboesa congelada coberta com chocolate que bomba no TikTok — estão aplicando golpes em usuários que tentam comprar o produto no Brasil.

A Franuí é uma marca argentina que, recentemente, desembarcou no Brasil com seus doces de framboesas congeladas. No TikTok, onde o doce se tornou mais famoso, a hashtag #Franui já soma 100 milhões de visualizações, com vídeos de influenciadores e anônimos provando o produto ou fazendo uma versão caseira.

O que aconteceu

No Brasil, o pote de framboesa congelada com chocolate não é vendido diretamente pela empresa. Para comprar, é preciso encontrá-lo em mercados, docerias ou via aplicativo de entrega. Usuários desavisados, porém, estão caindo em sites falsos que se passam pela empresa argentina.

Relatos nas redes sociais. Um conhecido da usuária @biaklimeck que relatou, no X (ex-Twitter), que os sites falsos eram os primeiros a aparecer na busca do Google por "Franuí". Os sites, na tentativa de enganar os possíveis clientes, contavam com informações do doce e com um sistema sofisticado de pagamento, se passando por um meio legítimo. "O site [é] super bem feito e vão para o mesmo checkout [de pagamento]", escreveu.

No perfil oficial da marca no Instagram, @franui.br, a Franuí avisa aos seguidores sobre possíveis golpes. Também pede que os consumidores tomem cuidado para não acessarem sites fraudulentos, chamados de "phishing" — que buscam "pescar" informações e dinheiro de consumidores reais para produtos ou serviços falsos. "Seguimos com inúmeros casos de pessoas sendo enganadas por um site de compra falso", em uma publicação destacada no perfil. "Não estamos à venda em nenhum site que não seja dos nossos pontos de venda oficiais", completou em outro post.

Os sites falsos relatados até o momento são:

  • www.franuibr.com
  • www.franuibrasil.com
  • www.Franui.org
  • www.lojafranui.com.br
Continua após a publicidade

As informações foram divulgadas em um alerta na conta oficial da Franuí no Instagram.

O site oficial é o www.franui.store/, que não tem versão em português. Mas o site disponibiliza uma caixa de buscas para que o usuário encontre o doce no local mais próximo de sua residência.

O UOL entrou em contato com a Franuí que informou "que tem explorado com sucesso o mercado brasileiro desde julho de 2023, experimentando um rápido crescimento nas vendas, que ainda seguem em pleno auge. Entendemos que isso ocorreu principalmente pelo fato de, ao ser um país vizinho da Argentina, o nosso produto já era conhecido entre muitos viajantes que visitam Bariloche e Buenos Aires. Essa grande aceitação se viu rapidamente refletida em nossa conta do Instagram no Brasil, gerando repercussões positivas tanto de influencers quanto de consumidores locais, resultando em um aumento acelerado da quantidade dos nossos seguidores na plataforma", destaca a nota. "Porém, muitos casos viram esta situação como uma oportunidade para criar contas falsas no Instagram e assim aplicar golpes aos consumidores, direcionando-os a sites falsos para comprar Franuí com links de compra, e logo, o usuário ao efetuá-la acaba nunca recebendo o produto."

A empresa ainda destaca a importância do consumidor observar os pontos de venda oficiais da marca. "É importante destacar que todos os pontos de venda e aplicativos oficiais do Franuí no Brasil estão devidamente listados em nosso site, https://www.franui.store/. Além disso, é crucial ressaltar que não contamos com nenhum e-commerce próprio no país, e a nossa única conta verídica do Instagram é https://www.instagram.com/franui.br/ (@franui.br). Agradecemos à nossa comunidade pelo contínuo apoio e pedimos encarecidamente que sempre verifiquem a autenticidade das plataformas antes de realizar qualquer transação."

Como identificar um site falso?

Para evitar golpes do tipo é preciso estar atento principalmente às URLs dos sites, já que muitas vezes o layout da página pode ser muito parecido com o original. A country manager da NordVPN, Maria Eduarda Melo, dá algumas dicas:

Continua após a publicidade
  • Verifique o domínio do site: os falsos geralmente usam domínios diferentes, como ponto net no lugar do ponto com;
  • Cheque a grafia do nome da empresa: há casos em que a URL também pode usar pontuação extra ou grafia incorreta no nome, como um zero ao invés da letra O -- tudo isso para se passar pelo site original;
  • Cheque o certificado SSL/TLS: são protocolos de segurança e é indicado por um símbolo de cadeado antes do URL e pelo prefixo HTTPS na barra de endereços da web;
  • Conteúdo do site: se você entrar em um site suspeito, verifique se há erros de gramática, anúncios chamativos ou design estranho. "Normalmente, os hackers não investem muito tempo polindo esses detalhes", diz Melo.

Caso ainda haja dúvidas quanto à procedência do site, também é possível verificar a idade do domínio. "Se você descobrir um site criado há poucos dias, isso pode ser um indicativo de que o site é falso", explica Melo. Para domínios que tenham o "ponto br" na URL, é possível usar a ferramenta WhoIs do site Registro.br.

Como denunciar um site falso?

É possível denunciar sites fraudulentos ao Google através da página Navegação Segura evitando, assim, que o site apareça nos resultados de busca e/ou sejam desativados para que os golpistas não consigam fazer novas vítimas.

@franui.ok Cuando como Franuí, las únicas palabras que salen de mi boca son estas #fyp #parati #franuí #elbocadoperfecto #frambuesaychocolate ? sonido original - Franuí

Veja também

Deixe seu comentário

Só para assinantes