Dá pra entrar na lista da Forbes sem ter US$ 1 bilhão? Sim! Entenda como

Para entrar na lista anual de bilionários da Forbes, não basta ter dez dígitos na conta bancária. Ou melhor, até dá para ter menos, desde que outros ativos, que podem incluir imóveis e obras de arte, elevem o patrimônio do ricaço.

A Forbes detalhou como os bilionários do mundo entraram na lista de 2023:

Imóveis e objetos de valor também são levados em conta para chegar à conclusão de que a pessoa é bilionária?

Sim. Outros ativos, como empresas privadas, imóveis e arte são levados em consideração na lista.

Herdeiros de fortunas também entram na lista?

Sim. Há exemplos no próprio Brasil, como os quatro irmãos Moreira Salles e Vicky Safra, que teve o patrimônio integrado ao de seus quatro filhos, herdeiros do banqueiro Joseph Safra.

Metodologia

A lista anual de bilionários deste ano usou os preços das ações e as taxas de câmbio de 10 de março de 2023. Algumas pessoas ficam mais ricas ou mais pobres após a publicação - como Elon Musk, que recuperou e perdeu novamente a posição de mais bilionário do mundo para Bernard Arnault, no ranking em tempo-real.

São listadas indivíduos em vez de famílias multigeracionais que compartilham fortunas. Ainda assim, é incluída a riqueza do cônjuge e filhos de um bilionário se a pessoa for a fundadora da fortuna, segundo a Forbes. Para não fundadores, são listados casais e familiares juntos em determinados casos.

Continua após a publicidade

Rússia tem particularidades. Uma curiosidade é que, para os bilionários russos, as fortunas foram calculadas usando estruturas de propriedade de fevereiro de 2022, período da invasão da Ucrânia pela Rússia e antes de alguns deles fazerem transferências de ativos para gerentes, amigos e outras pessoas para proteger suas participações.

Vale até arte. Além disso, a Forbes leva em conta uma variedade de ativos, como empresas privadas, imóveis e até arte peças de arte valiosas dos superricos.

Caminho da riqueza

Uma possível forma de aumentar suas chances de entrar na lista anual dos bilionários é considerar os 10 setores que mais produzem fortunas: o setor de Finanças e Investimentos continua sendo a maior fábrica de riquezas, com 372 nomes da lista vindo desse segmento, incluindo 24 estreantes.

O segundo caminho mais comum é o da Indústria, apesar do ano turbulento e com grandes demissões.

Apesar do terceiro lugar em número de representantes, Tecnologia é a primeira em patrimônio somado: US$ 1,9 trilhão. O principal bilionário do ramo é Jeff Bezos, da Amazon, sendo o terceiro mais rico do mundo, com patrimônio de US$ 180 bilhões.

Continua após a publicidade

Setores que mais faturaram

10 - Mídia e Entretenimento
Quantidade de bilionários:
91 (ou 3% da lista da Forbes).

9 - Energia
100 bilionários (4%)

8 - Diversos
187 (7%)

7 - Setor imobiliário
193 (7%)

6 - Saúde
201 (8%)

Continua após a publicidade

5 - Comida e bebida
212 (8%)

4 - Varejo e Moda
266 (10%)

3 - Tecnologia
313 (12%)

2 - Indústria
324 (12%)

1 - Finanças e Investimentos
372 (14%)

Veja também

Deixe seu comentário

Só para assinantes