Conteúdo publicado há 2 meses
OpiniãoEconomia

Brasil é 9ª economia: Paramos de cavar; fomos à borda do buraco, diz Josias

A 9ª colocação do Brasil no ranking do FMI de maiores economias do mundo indica que o país retomou o caminho adequado de crescimento, afirmou o colunista Josias de Souza, no UOL News desta terça (19).

Paramos de cavar e estamos tentando chegar à borda do buraco. Estamos em um caminho adequado, com crescimento perto dos 3% neste ano e a inflação dentro da meta pela primeira vez em dois anos.

É um resultado bom e mostra que estamos no caminho certo, mas longe do ideal. Por sorte, temos um ministro da Fazenda que está caminhando pela trilha correta. Josias de Souza, colunista do UOL

Josias elogiou o trabalho de Fernando Haddad à frente do Ministério da Fazenda, o que contribuiu para o bom resultado da economia brasileira em 2023.

Haddad aprovou algumas das coisas que queria. Ele pegou uma proposta de reforma tributária que estava no Congresso desde 2019 e a abraçou como se ela fosse do governo Lula. Algo que o Bolsonaro havia desprezado durante seus quatro anos. Depois de 40 anos, o Brasil fez uma reforma tributária com muitos defeitos, mas que é muito melhor do que o sistema existente hoje.

Aprovou um novo marco fiscal. Conseguiu tributar rico. Terá que vir com novas medidas no início do ano e enfrentar um novo debate com Lula e o PT em março sobre cortes. Haddad está trabalhando adequadamente e esses indicadores mostram isso.

Estamos longe do ideal e as previsões de crescimento para 2024 são menores do que a deste ano. É tudo incipiente, mas o caminho é correto. Josias de Souza, colunista do UOL

Josias: Lula retira perversões de Temer e Bolsonaro que avacalharam indulto

Josias de Souza afirmou também que Lula corrige erros de Michel Temer e Jair Bolsonaro ao excluir do indulto de Natal os réus condenados pelos atos golpistas de 8 de janeiro.

Continua após a publicidade

Lula deve excluir [os réus do 8/1] porque eles foram recém-condenados. Não faria sentido que eles fossem beneficiados com o indulto. Nos governos de Temer e Bolsonaro, esse nobre conceito do indulto foi avacalhado. Temer incluiu os ladrões de dinheiro público e Bolsonaro beneficiou os bandidos de farda. Lula optou por retirar essas perversões que avacalharam o indulto, que é uma tradição nobre e que precisa ser respeitada. Josias de Souza, colunista do UOL

Sakamoto: Escândalo seria se Lula resolvesse perdoar presos do 8/1

Ao concordar com Josias, Leonardo Sakamoto diz que não faria sentido Lula bater de frente com o esforço do STF em condenar os réus do 8/1, já que o próprio presidente foi vítima dos atos golpistas.

Em um momento no qual o STF se dedica a cumprir a lei e a condenar todos aqueles que atentaram contra o Estado Democrático de Direito, não faria sentido Lula passar pano, ainda mais com ele sendo vítima do processo.

O indulto é algo sério e não deve ser utilizado por interesse político dos envolvidos, como Bolsonaro fez. É uma volta à normalidade. Seria um escândalo se Lula resolvesse tirar esse pessoal [do 8/1] da cadeia. Leonardo Sakamoto, colunista do UOL

Continua após a publicidade

O UOL News vai ao ar de segunda a sexta-feira em duas edições: às 10h com apresentação de Fabíola Cidral e às 17h com Diego Sarza. O programa é sempre ao vivo.

Veja a íntegra do programa:

Quando: De segunda a sexta, às 10h e 17h.

Onde assistir: Ao vivo na home UOL, UOL no YouTube e Facebook do UOL.

Opinião

Texto em que o autor apresenta e defende suas ideias e opiniões, a partir da interpretação de fatos e dados.

Este texto não reflete, necessariamente, a opinião do UOL

Veja também

Deixe seu comentário

Só para assinantes

As mais lidas agora