Conteúdo publicado há 1 mês

Inscrição no 'Enem dos concursos' custará de R$ 60 a R$ 90

O governo federal divulgou hoje o valor da taxa da inscrição para o "Enem dos concursos".

O que aconteceu

Valor será de R$ 60 para vagas de nível médio e de R$ 90 para vagas de nível superior. Estão isentos de pagamento os candidatos que integram o CadÚnico, quem cursa ou já cursou faculdade pelo Fies ou com bolsa do ProUni e doadores de medula óssea.

Candidatos poderão se inscrever por oito blocos temáticos. Eles foram divididos conforme a lista a seguir:

  1. Infraestrutura, Exatas e Engenharias: 727 vagas
  2. Tecnologia, Dados e Informação: 597 vagas
  3. Ambiental, Agrário e Biológicas: 530 vagas
  4. Trabalho e Saúde do Servidor: 971 vagas
  5. Educação, Saúde, Desenvolvimento Social e Direitos Humanos: 1.016 vagas
  6. Setores Econômicos e Regulação: 359 vagas
  7. Gestão Governamental e Administração Pública: 1.748 vagas
  8. Nível Intermediário: 692 vagas

O que muda é que os interessados não vão mais se inscrever para órgãos específicos. Entidades como o IBGE, por exemplo, podem ter vagas em mais de um bloco. "A divisão foi feita pelo cargo e especialidade, não pelo órgão", disse a ministra de Gestão e Inovação em Serviços Públicos, Esther Dweck.

Candidatos poderão concorrer a todos os cargos dentro do bloco temático escolhido. Para isso, eles terão que especificar a ordem de preferência que desejam.

Inscrições de 19 de janeiro até 9 de fevereiro

Uma única inscrição valerá para selecionar os candidatos para mais de um órgão. A prova está prevista para 5 de maio e será aplicada pela Fundação Cesgranrio.

Continua após a publicidade

Concurso público unificado reúne 6.640 vagas em 21 órgãos. As oportunidades são para pessoas de nível médio e superior. Veja aqui a lista completa de vagas por cargos e por bloco temático.

As provas serão aplicadas em 220 cidades do país. Segundo o governo, a iniciativa busca democratizar o acesso às vagas públicas a partir da dispersão geográfica na realização do concurso.

A aplicação da prova será feita em dois turnos. Pela manhã, os candidatos de nível superior vão responder 20 questões objetivas de conhecimentos gerais e uma prova discursiva de conhecimentos específicos do bloco. No nível médio, a prova será de 20 questões objetivas e haverá uma redação. Durante a tarde, também terá mais uma prova de 50 questões objetivas para o nível superior e de 40 para o nível médio.

Divulgação final dos resultados será no dia 30 de julho. Os aprovados serão convocados para posse no dia 5 de agosto. O cronograma completo pode ser acessado aqui.

Reserva de vagas será de 5% para pessoas com deficiência e 20% para pessoas negras. No caso das vagas para a Funai, também haverá cota de 30% para indígenas.

Novo modelo de concurso segue os moldes do Enem. O exame estudantil serve como vestibular para universidades e institutos federais, sem que os estudantes precisem fazer uma prova para cada um deles.

Veja também

Deixe seu comentário

Só para assinantes