Herdeiras de Palmirinha brigam por R$ 5 milhões: de onde vem o dinheiro?

Palmirinha Onofre, a querida "Vovó Palmirinha", não conquistou apenas o paladar dos brasileiros com suas receitas e seu jeito simpático na TV, mas também construiu um império que vai além das telas. Palmirinha morreu com 91 anos, em maio de 2023, e foi uma chef de sucesso na TV, empreendedora e soube transformar sua paixão pela culinária em um legado.

No entanto, suas herdeiras disputam na Justiça a divisão da herança. As transações, segundo divulgado por Splash, podem ultrapassar R$ 5 milhões - isso inclui resgates já feitos do plano de previdência da apresentadora pelas irmãs. Mas afinal, de onde vem esse dinheiro?

O começo da carreira

Ela iniciou sua carreira na década de 1990. A culinarista, que sempre teve a cozinha como fonte de renda, ingressou na telinha por acaso na década de 90. "Fui convidada para participar do programa "Note & Anote", na época apresentado por Ana Maria Braga, gostaram de mim e logo ganhei uma participação no show. Foi a apresentadora, inclusive, quem deu o nome artístico de Palmirinha, já que a vovó a chamava de Aninha. Ela permaneceu como colaboradora da atração por cinco anos.

A vovó mais famosa do Brasil passou por algumas redes televisivas. Em 1999, surgiu uma proposta na TV Gazeta, onde a cozinheira trabalhou por 11 anos, sendo colaboradora do "Mulheres" e do "Pra Você", até que ganhou seu próprio programa, o TV Culinária, que comandou até 2010. Foi ali que nasceu o "minhas amiguinhas e meus amiguinhos", frase automaticamente ligada à apresentadora. Em 2012, a apresentadora voltou à telinha à frente do "Programa da Palmirinha", na Fox Life, onde ficou até 2015.

Universo digital

O cancelamento de seu programa na Fox em 2015 marcou o afastamento de Palmirinha da televisão, mas não o fim de sua influência. Ela lançou seu próprio site e mídias sociais, criando a marca "Vovó Palmirinha". Seus ganhos anuais, provenientes de apresentações, comerciais, merchandising e publicações de livros, contribuíram para a consolidação de sua fortuna.

Sua jornada empreendedora não se limitou à televisão. A apresentadora diversificou suas atividades, indo além dos programas de culinária. Em 2009, uma de suas netas criou a marca "Vovó Palmirinha".

Na internet, Palmirinha fazia a alegria dos fãs. No Instagram, eram mais de 800 mil seguidores do perfil @vovopalmirinha. Lá, eram compartilhadas receitas da culinarista e ações comerciais. A conta era administrada por uma assessoria.

Casa de bolos

Em 2017, licenciou seu nome e tornou-se sócia de uma rede de cafeteria, a Casa Vovó Palmirinha, onde vendem-se produtos que fazem parte da sua vida. Localizada na Av. Paulista 1636, a "Casa da Vovó Palmirinha" com o slogan "da casa da vovó para todo o Brasil", conta com "bolos, quitutes, salgados e muito muito mais!" de acordo com o Instagram da marca. A primeira unidade foi aberta em dezembro de 2017, ao lado do Masp.

Continua após a publicidade

Palmirinha ganhava uma porcentagem do faturamento bruto, tendo entrado na sociedade com sua imagem. Mas ela também dava muitos pitacos: na decoração, no cardápio e até nos detalhes das louças.

Livros publicados

Ela lançou alguns livros, inclusive contando sobre sua trajetória. No livro "A Receita da Minha Vida", Palmirinha contou sobre sua infância e adolescência com a mãe, o relacionamento abusivo e os momentos de felicidade na TV. O último deles foi o "100 Receitas Preferidas" (Editora Alaúde) em 2013. Na época, recebeu uma homenagem no restaurante Ghee de São Paulo, que ofereceu pratos inspirados na apresentadora e no livro.

Cursos

Ela também fazia parte da plataforma Eduk. No site é possível encontrar quatro vídeo aulas de Palmirinha. Um ano de acesso à plataforma é disponibilizado por mensalidades de R$ 14,90.

A herança

A disputa hereditária entre suas filhas, Sandra Bucci, Nanci da Silva Onofre Balan, e Tânia Rosa, revela as complexidades do patrimônio deixado por Palmirinha. A empresa "Artes Culinária Palmirinha Ltda" e as 5.100 quotas avaliadas em R$ 5.100 são apenas uma parte do que as filhas consideram incompatível com a carreira de mais de 20 anos na TV, livros publicados e atividades diversas.

Continua após a publicidade

Além da fortuna acumulada, as acusações mútuas de empréstimos não pagos entre as irmãs intensificam a batalha judicial. As herdeiras teriam recebido o pagamento do plano de previdência privada, e também discutem empréstimos que uma das filhas teria pedido à mãe e que não teriam sido devolvidos na integralidade, entre outros, segundo divulgou Splash.

Veja também

Deixe seu comentário

Só para assinantes