Conteúdo publicado há 1 mês

Bob's é condenado a pagar R$ 280 mil a atendente que ficou paraplégico

A Justiça condenou a rede Bob's a indenizar um funcionário que ficou paraplégico após um acidente que aconteceu em 2015, em Confins (MG).

O que aconteceu

O homem dormiu enquanto pilotava uma moto após jornada noturna exaustiva, segundo o TST (Tribunal Superior do Trabalho). Ele atuava como atendente de balcão na unidade do Aeroporto Internacional de Belo Horizonte.

Ele voltava para casa quando o acidente aconteceu, em 2015. O atendente trabalhava das 21h50 às 5h50, e se acidentou por volta das 6h. O empregado teve lesão na coluna e uma paralisia irreversível nas pernas.

O atendente conta que oito pessoas da equipe de 13 havia faltado ao trabalho no dia. Por isso, ele teria sido submetido a um trabalho excessivo, e o cansaço reduziu sua atenção na condução. O gerente confirmou que muitos empregados faltaram, e o controle de pontos não foi preenchido.

O Tribunal determinou a indenização de R$ 200 mil por dano material e R$ 80 mil por dano moral. A decisão foi divulgada nesta segunda-feira (16). O juiz considerou as condições físicas do trabalhador e o fato de o trabalho ter contribuído para o episódio.

O pedido de indenização havia sido negado em 1ª Instância. A turma entendeu que não houve extensão da jornada de trabalho, e disse que o turno noturno é o que tem menor movimento.

O Bob's acompanha a situação. Por meio de nota, a empresa informa que "a franqueadora do Sistema Bob's, por meio de sua agência de comunicação, informa que tomou conhecimento e vem acompanhando o caso envolvendo o ex-colaborador de uma unidade franqueada. A franqueadora ressalta que demanda de seus franqueados a total observância à legislação trabalhista, não compactuando com qualquer violação por priorizar e valorizar o bem-estar dos seus consumidores, colaboradores e parceiros."

Deixe seu comentário

Só para assinantes