Dilma anuncia que banco do Brics vai liberar R$ 5,7 bilhões ao RS

A presidente do NDB (Novo Banco de Desenvolvimento), Dilma Rousseff, anunciou a liberação de R$ 5,75 bilhões para o Rio Grande do Sul, que enfrenta tragédia após as chuvas.

O que aconteceu

O Banco do Brics, com bancos parceiros, fará a liberação de US$ 1,115 bilhão - equivalente a R$ 5,750 bilhões. O anúncio foi feito na manhã de hoje em vídeo pelas redes sociais, e o presidente Lula (PT) comentou a publicação.

O recurso é para a ''reconstrução e recuperação da infraestrutura do estado'', informou Dilma. ''Queremos ajudar as pessoas a reconstruir suas vidas'', afirmou, após lamentar as ''semanas de dor e tristeza'' vividas pelos gaúchos.

A presidente diz que ''a gestão desses recursos é flexível''. O Banco do Brics realizou uma parceria com o BNDES, Banco do Brasil e BRDE (Banco Regional de Desenvolvimento do Extremo Sul). Há uma destinação prévia definida, mas ''é passível de redirecionamento conforme as urgências, necessidades e prioridades'':

  • US$ 250 milhões para pequenas e médias empresas
  • US$ 250 milhões para obras, proteção ambiental, infraestrutura, água e tratamento de esgoto e prevenção de desastres.
  • US$ 100 milhões de dólares irão para infraestrutura agrícola
  • US$ 20 milhões para projetos de desenvolvimento e mobilidade urbana
  • US$ 295 milhões ainda estão em processo de aprovação, mas serão para obras de desenvolvimento urbano e rural, saneamento e infraestrutura social

US$ 200 milhões serão diretamente liberados pelo Brics, ''de forma mais rápida possível''. O dinheiro pode contemplar vias urbanas, pontes e estradas. Dilma conta ter conversado com Lula (PT) e o governador Eduardo Leite (PSDB) para entender como o BND poderia prestar ajuda.

Deixe seu comentário

Só para assinantes