Bolsas

Câmbio

Minério de ferro sobe na China, mas caminha para pior mês no histórico

MANILA, 27 Mai (Reuters) - Os preços de commodities recuperaram-se na China nesta sexta-feira, após um ciclo de queda que já durava semanas e atingiu particularmente aquelas ligadas ao aço, o que faz com que os contratos futuros da liga e do minério de ferro ainda caminhem para a maior queda mensal no histórico.

Analistas creditam os ganhos desta sexta-feira a reduções de curto prazo na oferta de Tangshan, cidade chinesa líder em produção de aço, e a um mercado sobrevendido após uma liquidação que levou a perdas de mais de 20 por cento para algumas commodities em apenas cinco semanas.

O minério de ferro na bolsa de Dalian subiu 2 por cento, para 350 yuans a tonelada, após tocar 335 yuans mais cedo, menor nível desde 1º de março. O contrato acumula queda de 25 por cento no mês até o momento, maior baixa desde o lançamento do contrato, em outubro de 2013.

Já o minério de ferro para entrega imediata no porto chinês de Tianjin teve alta de 2 por cento, para 50,90 dólares.

"Os preços caíram significativamente e muito rápido, então é bem razoável haver algum tipo de ajuste para cima", disse o analista da consultoria CRU em Pequim, Richard Lu.

(Por Manolo Serapio Jr., reportagem adicional da redação em Xangai)

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos