Bolsas

Câmbio

China recua pressionada por setor imobiliário; índice regional atinge máxima em um ano

XANGAI/TÓQUIO 10 Ago (Reuters) - As Bolsas chinesas fecharam com perdas nesta quarta-feira (10), com as ações do setor imobiliário em queda conforme os investidores realizaram lucros após seis dias de ganhos.

O índice CSI300, que reúne as maiores companhias listadas em Xangai e Shenzhen, teve queda de 0,42 por cento, enquanto o índice de Xangai SSEC perdeu 0,21 por cento.

O índice MSCI, que reúne ações da região Ásia-Pacífico com exceção do Japão, atingiu a máxima em um ano, enquanto o dólar e os rendimentos dos Treasuries caíram após dados fracos de produtividade dos Estados Unidos.

O MSCI ganhava 0,47 por cento às 7:18, tendo atingido a máxima desde agosto de 2015. O índice japonês Nikkei, porém, perdeu 0,18 por cento devido a um iene mais forte.

O índice de Taiwan atingiu a máxima de fechamento em 13 meses.

. Em TÓQUIO, o índice Nikkei recuou 0,18 por cento, a 16.735 pontos.
. Em HONG KONG, o índice HANG SENG subiu 0,12 por cento, a 22.492 pontos.
. Em XANGAI, o índice SSEC perdeu 0,21 por cento, a 3.019 pontos.
. O índice CSI300, que reúne as maiores companhias listadas em XANGAI e SHENZHEN, retrocedeu 0,42 por cento, a 3.243 pontos.
. Em SEUL, o índice KOSPI teve valorização de 0,04 por cento, a 2.044 pontos.
. Em TAIWAN, o índice TAIEX registrou alta de 0,50 por cento, a 9.200 pontos.
. Em CINGAPURA, o índice STRAITS TIMES valorizou-se 0,17 por cento, a 2.875 pontos.
. Em SYDNEY o índice S&P/ASX 200 recuou 0,16 por cento, a 5.543 pontos.

(Por Sam Holmes, Eric Meijer, Samuel Shen e Pete Sweeney)

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos