Bolsas

Câmbio

Mercados da China são pressionada por commodities

XANGAI (Reuters) - As bolsas chinesas fecharam estáveis nesta quarta-feira (16), com as ações de recursos básicos sendo pressionadas por temores de que quedas acentuadas nos mercados futuros de commodities do país poderiam levar os reguladores a apertar os controles para diminuir a volatilidade.

O índice CSI300, que reúne as maiores companhias listadas em Xangai e Shenzhen, ficou estável e o índice de Xangai teve variação negativa de 0,05%.

Os contratos futuros de minério de ferro na China caíram 9 por cento nesta quarta-feira, recuando acentuadamente pela segunda sessão consecutiva em meio a novas perdas nos preços do aço.

O restante dos mercados da região foi sustentado por uma pausa nas vendas generalizadas de títulos globais e pelo fortalecimento do dólar, além de ovas máximas atingidas em Wall Street.

O índice Nikkei de Japão teve alta de 1,1%, a máxima de nove meses, graças a um dólar mais forte ante o iene.

  • Em Tóquio, o índice Nikkei avançou 1,1%, a 17.862 pontos.
  • Em Hong Kong, o índice Hang Seng caiu 0,19%, a 22.280 pontos.
  • Em Xangai, o índice SSEC perdeu 0,05%, a 3.205 pontos.
  • O índice CSI300, que reúne as maiores companhias listadas em Xangai e Shenzhen, fechou estável, a 3.429 pontos.
  • Em Seul, o índice Kospi teve valorização de 0,62%, a 1.979 pontos.
  • Em Taiwan, o índice Taiex registrou alta de 0,35%, a 8.962 pontos.
  • Em Cingapura, o índice Straits Times desvalorizou-se 0,13%, a 2.793 pontos.
  • Em Sydney, o índice S&P/ASX 200 avançou 0,03%, a 5.327 pontos.

(Por Hideyuki Sano, Luoyan Liu e John Ruwitch)

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos