Mercados chineses iniciam 2017 com forte alta após dados fortes da indústria

XANGAI/CINGAPURA (Reuters) - Os mercados da China registraram forte alta no primeiro dia de negociações de 2017 uma vez que as preocupações com uma crise de liquidez se enfraqueceram e um forte crescimento da indústria ofereceu mais sinais de estabilização da economia.

O índice CSI300, que reúne as maiores companhias listadas em Xangai e Shenzhen, avançou 0,97%, enquanto o índice de Xangai teve alta de 1,05%.

O índice CSI300 encerrou 2016 com uma perda acumulada de 11,3%, seu pior desempenho em cinco anos.

A atividade industrial da China expandiu mais do que o esperado em dezembro uma vez que a demanda acelerou, com a produção alcançando a máxima em quase seis anos, mostrou nesta terça-feira a pesquisa Índice de Gerentes de Compras (PMI, na sigla em inglês) do Caixin/Markit.

O índice MSCI, que reúne ações da região Ásia-Pacífico com exceção do Japão, tinha alta de 0,47% às 7h24 (horário de Brasília), com a maioria dos mercados regionais reabrindo após o feriado de Ano Novo.

  • Em Tóquio, o índice Nikkei permaneceu fechado por feriado.
  • Em Hong Kong, o índice Hang Seng subiu 0,68%, a 22.150 pontos.
  • Em Xangai, o índice SSEC ganhou 1,05%, a 3.136 pontos.
  • O índice CSI300, que reúne as maiores companhias listadas em Xangai e Shenzhen, avançou 0,97%, a 3.342 pontos.
  • Em Seul, o índice Kospi teve valorização de 0,88%, a 2.043 pontos.
  • Em Taiwan, o índice Taiex registrou alta de 0,21%, a 9.272 pontos.
  • Em Cingapura, o índice Straits Times valorizou-se 0,63%, a 2.898 pontos.
  • Em Sydney, o índice S&P/ASX 200 avançou 1,19%, a 5.733 pontos.

(Por Luoyan Liu, John Ruwitch e Nichola Saminather)

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos