Bolsas

Câmbio

Pesquisa: Políticas protecionistas de Trump são maior risco à economia dos EUA em 2017

Anu Bararia e Sumanta Dey

SÃO PAULO, 18 Jan (Reuters) - As promessas do presidente eleito dos Estados Unidos, Donald Trump, são o principal risco ao crescimento, de acordo com pesquisa da agência Reuters, que mostra que os economistas não compartilham da exuberância mostrada no mercado desde a eleição em novembro.

Durante a maior parte de sua campanha, e após a vitória, Trump prometeu fazer mudanças nas políticas comercial e de imigração dos EUA, ameaçou adotar pesadas tarifas sobre as importações chinesas e propôs fortes cortes tributários.

Mais de dois terços dos 70 entrevistados que responderam a essa pergunta na pesquisa da Reuters disseram que as políticas protecionistas de Trump são a maior ameaça para a maior economia do mundo este ano.

Mais de 80% dos que responderam a uma pergunta separada disseram "não" quando questionados se agora é o momento certo para cortes tributários agressivos, com a economia perto do pleno emprego.

A pesquisa projeta ainda que o crescimento desacelerou para 2,2% nos últimos três meses de 2016, de 3,5% no terceiro trimestre. Em 2017, a expectativa é de expansão entre uma taxa anual de 2,1% e 2,5% a cada trimestre. A projeção para o ano é de 2,3%.

As pressões inflacionárias devem vir de uma rodada de tarifas de retaliação se a agenda protecionista de Trump se tornar realidade.

Mesmo com a expectativa de que os salários cresçam em média 3% este ano, contra 2,8% na pesquisa de dezembro, a medida preferida de inflação do Fed, o núcleo do índice PCE de preços, deve ficar em média em 1,8% em 2017 e 2,0 por cento em 2018, inalterado sobre a pesquisa anterior.

A pesquisa com mais de 100 economistas, incluindo 17 grandes bancos, mostra que os juros devem permanecer em 0,50% a 0,75% até o segundo trimestre de 2017, quando uma alta de 0,25 ponto percentual é provável.

Um novo aumento é esperado nos três últimos meses do ano, levando a taxa de juros a 1%-1,25%.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos