Bolsas

Câmbio

Atividade das empresas na zona do euro cresce na taxa mais rápida em quase seis anos, mostra PMI

Por Jonathan Cable

LONDRES (Reuters) - As empresas na zona do euro marcaram o final do primeiro trimestre com aumento da atividade no ritmo mais rápido em quase seis anos para atender à demanda, mostrou a pesquisa Índice de Gerentes de Compras (PMI, na sigla em inglês) nesta sexta-feira.

O PMI Composto do IHS Markit avançou em março para 56,7 de 56,0 em fevereiro, nível mais alto desde abril de 2011 e acima da marca de 50 que separa crescimento de contração.

A leitura ficou acima de todas as projeções em pesquisa da Reuters, cuja mediana era de queda para 55,8.

Isso, junto com o subíndice de preços cobrados que subiu para a máxima em quase seis anos de 53,3, será comemorado pelo Banco Central Europeu (BCE), que ainda compra 80 bilhões de euros por mês para impulsionar a inflação.

"Existe um bom fortalecimento generalizado da economia da zona do euro, essa é realmente uma taxa sólida de expansão", disse o economista-chefe do IHS Markit Chris Williamson.

Sugerindo que a melhora continuará em abril, o índice de novas encomendas do setor de serviços avançou para 56,2 de 55,6, máxima em quase seis anos. O PMI de serviços saltou para 56,5 de 55,5, leitura mais alta desde abril de 2011.

A indústria terminou o trimestre com desempenho similar, com o PMI do setor em 56,2 de 55,4 em fevereiro e no patamar mais alto em quase seis anos.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos