Bolsas

Câmbio

Reforma da Previdência

Temer diz que autorizou relator da reforma da Previdência a fazer mudanças na proposta

Patrícia Duarte

O presidente Michel Temer afirmou nesta quinta-feira (6) que autorizou mudanças na proposta de reforma da Previdência enviada pelo governo ao Congresso Nacional para que seja aprovada, desde que não mude a exigência de idade mínima.

Temer disse ainda, em entrevista à rádio "Bandeirantes", que o governo está "trabalhando intensamente" para conseguir os 308 votos necessários para aprovar a reforma na Câmara dos Deputados.

"Você governa em um diálogo do Executivo com o Legislativo, e eu tenho ouvido muitos membros do Legislativo, e eles fazem ponderações do tipo aposentadoria do trabalhador rural, a questão dos deficientes, do benefício de prestação continuada", afirmou o presidente.

"E eu acabei de autorizar o relator a fazer os acordos necessários nesse tópico desde que se mantenha a idade mínima, que é o que aconteceu em vários países", acrescentou, referindo-se ao deputado Arthur Maia (PPS-BA), relator da proposta na Casa.

Pesquisa feita pelo jornal "O Estado de S. Paulo" com deputados revelou na quarta-feira que a proposta do governo sobre a reforma da Previdência seria rejeitada por mais de 240 parlamentares, mesmo com a opção de suavizar o texto. Para aprovar a reforma, o governo precisa de 308 votos favoráveis, de um total de 513 deputados.

Mercados 

O levantamento acabou estressando os mercados financeiros, com o dólar em alta frente ao real e a Bovespa em baixa, com investidores temerosos de que a reforma da Previdência possa não ser aprovada ou acabe sendo muito desfigurada pelos parlamentares. A matéria é considerada essencial, inclusive pela equipe econômica de Temer, para colocar as contas públicas do país em ordem.

Fontes do Palácio do Planalto disseram à agência Reuters, também na quarta-feira (5), que o governo reconheceu a dificuldade em aprovar a reforma na Câmara e, por isso, decidiu estender o prazo de negociação do relatório na comissão especial que trata do tema.

Na entrevista à rádio Bandeirantes, Temer disse ainda que o governo tem tido apoio fechado do Congresso "a todas as medidas" que têm sido propostas", e voltou a dizer que o Brasil está aos poucos recuperando a credibilidade dos investidores por meio das medidas de ajuste.

(Edição de Pedro Fonseca)

Raio-X da aposentadoria

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

Veja também

UOL Cursos Online

Todos os cursos