Ministro diz que CEO da Eletrobras "exagerou" em declarações, mas segue com apoio

RIO DE JANEIRO (Reuters) - O presidente da Eletrobras, Wilson Ferreira Jr., "exagerou" nas palavras sobre privilégios na empresa, mas ainda tem o apoio do governo, disse nesta segunda-feira o ministro de Minas e Energia, Fernando Coelho Filho, após declarações polêmicas do executivo na semana passada.

Na semana passada, uma reportagem do jornal O Estado de S. Paulo revelou que o presidente da companhia disse em conversa gravada que a estatal tem "40 por cento de cara que é inútil, não serve para nada" e que "a sociedade não pode pagar por vabagundo, em particular no serviço público".

Durante um seminário sobre etanol, Coelho Filho disse que não é justo haver "privilégios" para alguns na Eletrobras após prejuízos bilionários da estatal nos últimos anos.

Em entrevista nesta segunda-feira, Ferreira Jr. disse que não irá renunciar ao cargo.

(Reportagem de Luciano Costa)

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos