Bolsas

Câmbio

China aprova duas novas culturas geneticamente modificadas para importação

PEQUIM (Reuters) - A China aprovou duas novas culturas geneticamente modificadas (GMO) para importação, disse o ministério da Agricultura do país, no segundo movimento do tipo desde o mês passado para expandir o acesso a sementes de biotecnologia em meio às negociações comerciais com os Estados Unidos, seu principal fornecedor de produtos agrícolas.

As duas novas culturas, aprovadas em 16 de julho por um período de três anos, são o milho resistente a insetos da Syngenta 5307, vendido sob a marca de Agrisure Duracade, e o milho resistente a glifosato da Monsanto 87427, comercializado sob o nome de Roundup Ready, disse o governo chinês nesta segunda-feira.

O anúncio eleva para quatro o total de aprovações de GMOs pela China desde o mês passado, quando o governo local já havia liberado sementes de milho da Dow Chemical e de soja da Monsanto.

Apesar disso, ainda há quatro outros produtos de Monsanto, Dupont e Dow aguardando a aprovação de Pequim.

A Dupont ficou desapontada com o anúncio chinês, pois seu milho Pioneer, resistente a insetos, não foi incluído na lista, afirmou um porta-voz da empresa por e-mail.

Completam a lista de produtos pendentes de aprovação uma semente de soja Enlist da Dow e duas variedades de alfalfa desenvolvidas pela Monsanto.

Representantes da Dow para a região Ásia-Pacífico e da Monsanto na China não foram imediatamente encontrados para comentar.

(Por Dominique Patton)

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos