Bolsas

Câmbio

Reforma da Previdência

Reforma da Previdência será votada quando tiver condições, diz Meirelles

  • Evaristo SA/AFP

MENDOZA (Reuters) - O ministro da Fazenda, Henrique Meirelles, disse nesta sexta-feira (21) que a reforma da Previdência só será votada no Congresso "quando as condições estiverem maduras" e o momento não é certo.

Falando a jornalistas durante a reunião do bloco Mercosul, Meirelles disse que não havia nenhum plano para mudar a legislação para facilitar sua passagem pelo Congresso.

A acusação de corrupção passiva contra o presidente Michel Temer atrasaram os esforços para aprovar a reforma no Congresso. O sistema previdenciário é o maior dreno das finanças do governo e a redução do seu custo é fundamental para controlar o déficit orçamentário.

"Vamos prosseguir com a proposta original, com as modificações que já foram aprovadas em comissão. A única questão é quando será posta à votação", disse Meirelles.

"O Presidente da Câmara (dos Deputados, Rodrigo Maia) está totalmente de acordo com o governo sobre isso e sobre a necessidade de realizar a votação quando as condições estiverem maduras", acrescentou.

Meirelles disse que o Brasil vive sob "alguma incerteza" que será resolvida em algum momento. "E então a vida continuará."

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

Veja também

UOL Cursos Online

Todos os cursos