ipca
0,48 Set.2018
selic
6,5 19.Set.2018
Topo

Safra de soja 2017/18 do Brasil deverá se manter em 113 mi t, prevê Safras & Mercado

21/07/2017 16h48

SÃO PAULO (Reuters) - A safra de soja 2017/18 do Brasil, cujo plantio se dá no segundo semestre e a colheita no início do próximo ano, deverá atingir 113,2 milhões de toneladas, 0,2 menor que o recorde obtido em 2016/17, segundo projeção da Safras & Mercado divulgada nesta sexta-feira.

Conforme a consultoria, os produtores deverão semear 35,49 milhões de hectares, "a maior área da história" e 5,2 por cento maior na comparação anual.

Em contrapartida, o rendimento das lavouras deverá cair de 3.378 quilos para 3.205 quilos por hectare.

"O Brasil deve retomar o ritmo de crescimento 'normal' da área de soja que vínhamos vendo nos últimos anos e que perdeu força em 2016/17", disse o analista da Safras & Mercado, Luiz Fernando Roque.

MILHO

A produção total de milho em 2017/18 deverá atingir 93,8 milhões de toneladas, baixa de 15,1 por cento na comparação com as 110,53 milhões de toneladas de 2016/17, cuja colheita da segunda safra ainda está em andamento.

De acordo com a Safras & Mercado, a área total com o milho deverá ocupar 16,35 milhões de hectares, com recuo de 11,4 por cento, dado o avanço da soja.

Segundo o analista, a oleaginosa recupera "praticamente toda a área perdida para o cereal na última safra" devido à melhor rentabilidade da soja, mesmo em um cenário de preços mais baixos para ambas as culturas.

"Além disso, o bom resultado produtivo registrado na safrinha de milho de 2016 dá força à tendência recente de centralização da produção do cereal na chamada segunda safra, pós-colheita da safra verão. Assim, a oleaginosa firma-se, ainda mais, como a protagonista da safra de verão, enquanto o cereal é o destaque da safrinha", concluiu Roque.

(Por José Roberto Gomes)

Newsletters

Receba dicas para investir e fazer o seu dinheiro render.

Quero receber

Mais Economia